publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sábado, 17 de agosto de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Provas do concurso da PM-TO têm gabaritos definitivos divulgados

23/03/2018 14h42 | Atualizado em: 23/03/2018 15h16

Divulgação Ao todo, cinco questões foram anuladas, sendo duas da prova para o cargo de oficial e três do prova para soldado

REDAÇÃO
REDE TO


Foram divulgados nesta sexta-feira, 23, na internet, os gabaritos definitivos das provas objetivas do concurso público da Polícia Militar do Tocantins. As alternativas corretas da prova para soldado podem ser conferidas aqui e neste outro link os respostas do exame para oficial. Ao todo, cinco questões foram anuladas, sendo duas da de oficial e três da de soldado. 

A primeira etapa do certame, de caráter eliminatório e classificatório, foi realizada no último dia 11 de março em Arraias, Taguatinga, Dianópolis, Natividade, Porto Nacional, Araguatins, Augustinópolis, Sítio Novo do Tocantins, Tocantinópolis, Wanderlândia, Gurupi, Alvorada, Formoso do Araguaia, Palmas, Paraíso, Miracema e Araguaína.

Cada prova tinha 60 questões valendo 100 pontos. Para soldado, o candidato deverá obter no mínimo 50% de acerto, tendo pelo menos um ponto em cada disciplina. No caso de oficial, a pontuação mínima é de 60% de acerto, tendo pelo menos um ponto em cada disciplina para ir à segunda etapa do certame.

Ao todo, mais de 86 mil pessoas se inscreveram no concurso, que oferece mil vagas para soldado e 40 para oficial. Os salários variam de R$ 4.455,46 a R$ 8.382,10. 

O concurso será composto, no total, por cinco etapas, sendo que as três primeiras, prova escrita, exame de capacidade física e avaliação psicológica, estão sendo realizadas pela AOCP. E as duas últimas, a avaliação médica e odontológica e investigação social, ficarão sob a responsabilidade da PM. 

Na última terça-feira, 20, o governo do estado lançou o edital de seleção para a contratação dos instrutores que irão ministrar aulas no curso de formação. 

Boato 


Nesta quinta, 22, a AOCP e a PM desmentiram um boato de que o concurso tinha sido paralisado por conta de denúncias de fraudes. Compartilhado dezenas de vezes nas redes sociais, um documento dizia que o certame estava "temporariamente suspenso". A banca organizadora informou que o comunicado, que trazia a logo da corporação e da empresa responsável pelas primeiras fases da seleção, é falso. 

Abaixo-assinado

Na internet, há um abaixo-assinado com milhares de assinaturas pedindo a suspensão do concurso da PM. A alegação é a que de houve fraudes na aplicação das provas objetivas. A apreensão de um celular com um suposto gabarito em um local de prova em Araguaína e a violação do lacre de um envelope com provas em Arraias são citados como fatos suspeitos. Tanto a AOCP quanto a PM vem negando qualquer irregularidade. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.