publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 18 de novembro de 2019
Siga a REDE TO

Municípios

Prefeito diz que reajuste da tarifa de ônibus não impactará usuários

28/03/2018 00h24 | Atualizado em: 28/03/2018 15h28

Divulgação Prefeito Carlos Amastha (PSB) lançou, nesta quarta-feira, 28, as novas estruturas de abrigos de ônibus na capital

REDAÇÃO
REDE TO


Um decreto assinado pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), e publicado na edição desta terça-feira, 27, do Diário Oficial do Município, aumentou, de R$ 3,50 para R$ 3,75, a tarifa do transporte coletivo urbano da capital. O novo valor entra em vigor em 90 dias. 

O decreto, de nº 1.577, afirma que o assunto "foi debatido em amplo processo democrático, por meio do Conselho de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (CMAMTT), com a aprovação dos estudos apresentados pela Câmara Temática de Transporte Público (CTTP), no dia 15 de fevereiro de 2017". 


O prefeito afirma que fixação de tarifas que segue critérios razoáveis e compatíveis com o poder aquisitivo dos usuários, assegurando, porém, justa remuneração à empresa prestadora do serviço.

O último reajuste na tarifa do transporte público de Palmas aconreceu no dia 26 de junho de 2017, quando o valor foi de R$ 3 para R$ 3,50. 

Prefeito nega aumento

Em comunicado encaminhado à imprensa, Amastha disse que o aumento refere-se apenas a tarifa técnica e que a diferença de R$ 0,25 será custeada pela prefeitura para evitar impactos aos usuários. “Para o usuário não vai ter diferença, continuamos este ano com a mesma tarifa de R$ 3,50. Infelizmente como o governo do Estado este ano voltou a colocar imposto em cima do transporte público municipal, estamos esperando o próximo governador para saber quais as medidas que serão tomadas neste sentido. Enquanto isso não acontece passaremos a subsidiar a tarifa de maneira que o valor para o usuário fique exatamente o mesmo”, esclareceu o prefeito. 

Novos pontos de ônibus

Nesta quarta-feira, 28, o prefeito Carlos Amastha fez o lançamento de 22 novas estruturas de pontos de ônibus e anunciou também um novo aplicativo do transporte público, oMoovit, que veio para substituir o aplicativo existente “Meu Ônibus”.

De acordo com a prefeitura, os novos abrigos seguem modelo padrão instalado no setor Taquari ainda no ano passado, e dispõem de tecnologia inovadoras, com estrutura auto-sustentável, iluminação de LED, conexão via Wi-Fi a internet e captação de energia solar que permitirá a recarga de celulares.


Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.