publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sábado, 28 de novembro de 2020
Siga a REDE TO

Estado

Polícia investiga médico e funcionária suspeitos de cobrar propina em Porto

23/04/2018 13h41 | Atualizado em: 25/04/2018 10h45

Divulgação/SSP-TO Polícia apreendeu quase R$ 48 mil em endereços ligados aos investigados, em Palmas e Porto Nacional

REDAÇÃO
REDE TO


A Polícia Civil (PC) deflagrou, na última sexta-feira (20), uma operação com o objetivo de combater casos de corrupção envolvendo funcionários do Hospital Regional de Porto Nacional, na região central do Tocantins. Ao todo, foram expedidos quatro mandados de busca e apreensão a serem cumpridos em endereços de Porto e Palmas. 

Os alvos da operação são um médico e uma assistente administrativa do regional de Porto Nacional. As investigações apontaram que os servidores públicos teriam solicitado proprina para “urgenciar” os atendimentos cirúrgicos a pacientes do hospital. 

A polícia disse que a operação apreendeu vários ocumentos e equipamentos eletrônicos, além de R$ 47.800,00 em dinheiro. Para não atrapalhar as investigações, a nomes dos investigados não foram divulgados. Eles vão responder pelo crime de corrupção passiva, cuja pena varia de 2 a 12 anos de prisão, e multa. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.