publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 18 de outubro de 2021
Siga a REDE TO

Estado

Governador interino Mauro Carlesse exonera quase 3 mil servidores

25/04/2018 09h52 | Atualizado em: 26/04/2018 16h49

Divulgação Demissões em massa realizadas pelo governador interino Mauro Carlesse (PHS) fazem parte do Programa de Ajuste Fiscal e Adequação Econômica (Ajusto)

REDAÇÃO
REDE TO


O governador interino do Tocantins, Mauro Carlesse (PHS), exonerou, na noite desta terça-feira, 25, quase três mil servidores públicos entre comisisonados e temporários. A lista de funcionários dispensados foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), disponível neste link

A exoneração em massa faz parte do Programa de Ajuste Fiscal e Adequação Econômica (Ajusto), que estabelece como metas para até 31 de dezembro de 2018, uma redução de despesas com pessoal não efetivo (contrato temporário) em até 60% e redução nos cargos em comissão de até 40%.

A pasta mais atingida pelos cortes desta terça foi a Secretaria de Administração (Secad), que teve 1,9 mil contratos extintos. 

A maior parte dos servidores despedidos integra o quadro de assessores especiais, cujas exonerações já tinham sido anunciadas pelo governo no último dia 20 de abril, mas, na ocasião, os nomes dos que perderiam o cargo não haviam sido divulgados. 


De acordo com o Executivo, o objetivo da medida é enquadrar o estado na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A expectativa do governo é economizar até R$ 36 milhões com a folha de pagamento. 

“Nós precisamos colocar o Estado nos trilhos, ou seja, gastar o que nós arrecadamos. Reduzir as despesas para que o Estado possa ter sobra de caixa, poupança para poder investir. Porque é com investimentos que conseguimos gerar renda e trabalho”, explicou o secretário de Estado da Fazenda, Sandro Henrique Armando, no dia do lançamento do Ajusto. 

“Todos os serviços para a população serão mantidos com plena qualidade. A população jamais perderá a qualidade nos serviços. Esse é um ponto fundamental da nossa decisão”, completou Sandro Henrique. 

Repercussão

As exonerações foram o principal assunto da sessão ordinária matutina da Assembleia nesta terça. De um lado, deputados criticaram duramente a decisão do governo de demitir quase três mil servidores. De outro, parlamentares ligados a Carlesse defenderam as ações do governador interino. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.