publicidade
publicidade
Araguaína-TO, terça, 12 de novembro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Justiça: Fábio Pisoni é condenado pela morte de estudante em Gurupi

Adiado 5 vezes, júri foi realizado no Fórum de Gurupi e durou mais de 17h

25/04/2018 10h51 | Atualizado em: 26/04/2018 21h03

Imagem 1: Fotomontagem REDE TO; Foto 2 e 3: Divulgação/MPE Fábio Pisoni foi condenado a 34 anos de prisão pela morte do estudante de Agronomia Vinícius Duarte de Oliveira

REDAÇÃO
REDE TO

 

Fábio Pisoni foi condenado, na madrugada desta quarta-feira, 25, pelo assassinato do estudante de Agronomia Vinícius Duarte de Oliveira, em dezembro de 2007. O Tribunal do Júri, presidido pelo juiz Ademar Alves Filho, aconteceu no Fórum de Gurupi e foi acompanhado por centenas de pessoas. 

Após mais de 17 horas de julgamento, os jurados acataram as teses dos promotores de justiça Ana Lúcia Gomes Vanderley Bernardes e Benedicto de Oliveira Guedes Neto e condenaram Pisoni a 28 anos de prisão em regime fechado e mais dois anos em regime aberto pelo 
homicídio triplamente qualificado de Vinícius, pela tentativa de homicídio triplamente qualificado de Leonardo Veloso Melo e por porte ilegal de arma de fogo.

“Ao final do julgamento, com a condenação do acusado, o Ministério Público pleiteou o cumprimento imediato da pena, com o recolhimento de Fábio Pisoni. O Juiz Ademar Alves Filho acolheu o pedido e determinou o cumprimento imediato da sentença, fundamentado nas decisões mais recentes do Supremo Tribunal Federal, mesmo cabendo recurso por parte da defesa, uma vez que o réu respondia o processo em liberdade”, comentou Bernardes.

Proferida a sentença, Pisoni foi transferido para o Presídio Agrícola Luz do Amanhã, em Cariri do Tocantins, para o cumprimento da pena.

Adiamentos

O júri que culminou com a condenação de Pisoni teve início às 8h30 desta terça e só terminou a 1h30 da madrugada desta quarta. Ao todo, foram ouvidas sete testemunhas, sendo três de acusação e quatro de defesa.

Segundo o Ministério Público, o uso sucessivo de manobras, por parte da defesa, acabou dificultando a realização do julgamento. Pisoni foi pronunciado em fevereiro de 2013, mas graças ao grande de número de recursos apresentados por seu advogado, o júri foi adiado cinco vezes. 

“Mesmo passados mais de 10 anos do crime, o resultado do Tribunal do Júri foi justo. O corpo de jurados acolheu na íntegra as teses defendidas pelo MPE. Pisoni foi sentenciado a 32 anos, pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio, e mais dois anos pelo porte ilegal de arma de fogo”, concluiu a promotora Lúcia Gomes. 

Relembre

Os crimes aconteceram na madrugada de 08 de dezembro de 2007, na cidade de Gurupi. Segundo a denúncia criminal, Fábio atirou seis vezes contra o carro em movimento no qual estavam Vinícius, Leonardo e outras quatro pessoas. O motivo teria sido uma discussão iniciada em uma festa.

Vinícius Duarte de Oliveira tinha 21 anos e foi atingido por dois tiros, sendo um deles no coração, e não resistiu aos ferimentos. Já Leonardo sofreu lesões na cabeça, mas recuperou-se.

“Há muito tempo venho acreditando da Justiça. A dor é muito grande. O que posso fazer é ter fé e acreditar que a justiça foi feita”, disse Solange Duarte, mãe de Vinícius.

Foragido desde 2008, Pisoni foi preso em 2012, em uma blitz no interior do Estado de São Paulo. Em 2015, conseguiu liberdade provisória. Dois anos depois voltou a ser preso, mas foi novamente posto em liberdade pelo Tribunal Superior de Justiça.  


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.