publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 18 de novembro de 2019
Siga a REDE TO

Municípios

Dupla é condenada por roubo a posto de combustíveis

26/04/2018 21h12 | Atualizado em: 26/04/2018 21h37

Ilustração/Pixabay Justiça condenou Pablo Lúcio Pereira da Silva e Eldirair Nunes Pereira por roubarem R$ 60 mil de um posto de combustíveis em Paraíso do Tocantins, na região centro-oeste da cidade

A Justiça condenou Pablo Lúcio Pereira da Silva a 21 anos de prisão e seu comparsa, Eldirair Nunes Pereira, a 15 anos de reclusão, por roubo circunstanciado e extorsão qualificada. A decisão, da juíza Renata do Nascimento e Silva, da Vara Criminal de Paraíso do Tocantins, foi publicada nesta quinta-feira, 26. 

De acordo com autos, em agosto do ano passado Eldirair fez a gerente de um posto de combustível da cidade refém para assaltar o cofre do estabelecimento. Abordada ao entrar em casa, a vítima foi encapuzada e levada, no próprio veículo, para o posto. No caminho, o réu se encontrou com o comparsa, Pablo. Ao todo, a dupla roubou R$ 60 mil.

Para a magistrada Renata do Nascimento e Silva, ficou comprovada a restrição da liberdade da vítima e a intimidação com uso de arma de fogo, o que configura causa de aumento de pena no roubo. “A ofendida foi obrigada a embarcar com um dos agressores no veículo subtraído, por volta de 22 horas, permanecendo com a refém em poder dos acusados por aproximadamente uma hora, ou seja, até o fechamento do posto, sob constantes ameaças empregadas com emprego de arma de fogo, o que, à evidência, ultrapassou o limite normal para a execução do delito”, ponderou. "Rodar com a vítima pela cidade, restringindo-lhe a liberdade, como forma de obter a coisa almejada, contando com a colaboração do ofendido, insere-se na extorsão mediante restrição à liberdade", complementou.

Pena

Pelo crime de roubo, Pablo foi condenado a nove anos e oito meses e Eldirair recebeu pena de sete anos, uma vez que confessou o crime. Já em relação à extorsão, a pena de Pablo foi fixada em 11 anos e quatro meses e Eldirair terá que cumprir oito anos e oito meses de reclusão. Ao todo, Pablo vai cumprir 21 anos em regime inicial fechado e Eldirair 15 anos e oito meses. Os réus não poderão recorrer da decisão em liberdade.

 

Com Cecom/TJ-TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.