publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quarta, 19 de junho de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Tocantinenses dão adeus ao ex-deputado e jornalista Júnior Coimbra

27/04/2018 09h25 | Atualizado em: 02/05/2018 20h19

Foto 1: Divulgação/Terciany Lima; Foto 2: REDE TO; Foto 3 e 4: Divulgação Centenas de pessoas participam do funeral de Júnior Coimbra; velório acontece na Assembleia Legislativa e enterro em um cemitério particular de Palmas

REDAÇÃO
REDE TO

 

Será sepultado, no fim da tarde desta sexta-feira, 27, em um cemitério particular de Palmas, o corpo do ex-deputado, ex-presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins e jornalista Júnior Coimbra, de 53 anos. Coimbra morreu em um acidente de carro, registrado no começo da noite desta quinta, 26, na TO-070, próximo ao distrito de Dorilândia, em Sandolândia, na região sul do Tocantins.

O caixão com o corpo de Júnior Coimbra chegou por volta das 9 horas da manhã desta sexta à Assembleia Legislativa. O velório acontece no saguão da Casa. Políticos, empresários, lideranças comunitárias, representantes da sociedade civil organizada e populares participam do funeral. Às 17 horas, será realizada uma missão de corpo presente na Paróquia São Judas Tadeu. O enterro acontece às 18 horas, no cemitério Jardim das Acácias.  

Em um decreto publicado na edição desta quinta do Diário Oficial do Estado (DOE), o governador interino Mauro Carlesse (PHS) decretou luto oficial de três dias no Tocantins. "Perdemos um grande homem público que ajudou muito o Tocantins com seu trabalho, nos mandatos e cargos que ocupou como vereador, prefeito, deputado estadual, presidente da Assembleia Legislativa e deputado federal", afirmou Carlesse. 

A morte trágica e repentina de Coimbra abalou o meio político e comoveu os tocantinenses. Por meio de notas encaminhadas à REDE TO, senadores, deputados estaduais e federais, prefeitos, vereadores, entidades e instituições lamentaram o ocorrido, destacando a contribuição do jornalista para o Tocantins. 

Acidente

O acidente ocorreu pouco antes das 19 horas, na TO-070, entre as cidades de Sandolândia e Formoso do Araguaia, no sul do estado. De acordo com a Polícia Civil (PC), o veículo onde estavam Júnior Coimbra, o vereador de Palmas Tiago Andrino (PSDB), o ex-secretário da Casa Civil da capital Adir Gentil e o tenente coronel da Polícia Militar Ribamar Pereira saiu da pista, desceu uma ribanceira e percorreu 30 metros até capotar duas vezes e bater na cerca de uma fazenda que fica às margens da rodovia. O PM, que era o motorista, perdeu o controle da direção antes de entrar em uma rotatória que fica depois de uma curva perigosa no trevo de Dorilândia. 

Coimbra foi arremessado para fora do automóvel, não resistiu aos ferimentos e morreu no localAndrino, que também foi lançado para fora, Gentil e Pereira foram encaminhados para o Hospital Regional de Formoso do Araguaia. O vereador fez alguns exames, mas por conta de uma dor na altura da costela, foi levado para Gurupi. Já o ex-secretário e o coronel receberam atendimento médico e foram liberados. 

Aoós perícia no local do capotamento, o corpo de Coimbra foi examinado no Instituto Médico Legal (IML) de Gurupi e, em seguida, liberado para sepultamento. O laudo com as causas do acidente deve ficar pronto em até 30 dias.  

Caravana

O grupo seguia para Formoso do Araguaia, depois de participar de um evento da caravana do candidato a governador Carlos Amastha (PSB). Júnior Coimbra ia concorrer a uma vaga de deputado estadual pela chapa encabeçada pelo ex-prefeito. A programação da caravana, iniciada na manhã desta quinta, em Talismã, foi cancelada.

Trajetória

Natural de Filadélfia (TO), Raimundo Coimbra Júnior, conhecido como Júnior Coimbra, nasceu no dia 28 de março de 1965. Casado com a vereadora Laudecy Coimbra (SD), ele era pai de três filhos: Larissa, Natália e Lucas.

Em 1988, ele se formou em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), tendo atuado como repórter esportivo em várias rádios do estado vizinho. 

Sua carreira política começou em 1989 quando voltou ao seu estado natal, época em que trabalhou como chefe de gabinete do deputado constituinte Nezinho Alencar, na primeira legislatura da Assembleia Legislativa do Tocantins. Em 1992, Júnior Coimbra foi eleito prefeito de Itaporã do Tocantins e, em 1997, foi diretor-superintendente da antiga TV Palmas, a atual Redesat de Televisão. Em 2000, Coimbra conquistou uma vaga na Câmara de Palmas, sendo o vereador mais votado da capital no pleito. Nesta época, ele assumiu a Secretaria de Governo do município.

Júnior Coimbra exerceu o cargo de deputado estadual por duas vezes (2003/2006 e de 2007/2010), tendo presidido a AL. Em 2010, o jornalista foi eleito deputado federal. Quatro anos depois, tentou a reeleição para uma cadeira na Câmara Federal, mas não obteve êxito. No ano seguinte, Coimbra comandou a Secretaria Nacional de Políticas do Turismo (SNPTur). Em fevereiro deste ano, ele foi nomeado novamente secretário de Governo de Palmas, dessa vez na gestão Amastha. O comunicador foi presidente regional do MDB, mas, atualmente, era filiado ao Podemos. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.