publicidade
publicidade
Araguaína-TO, domingo, 22 de setembro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Taguatinga: Acusado de matar e enterrar homem é condenado a 11 anos

Acusado foi sentenciado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver

23/05/2018 15h37 | Atualizado em: 25/05/2018 17h20

Divulgação/SSP-TO Weidson Santos Silva foi condenado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver

REDAÇÃO
REDE TO


Em sessão realizada na última terça-feira, 22, o Tribunal do Júri de Taguatinga, na região sudeste do Tocantins, condenou Weidson Santos Silva a 11 anos de prisão pelo assassinato de Darlan Lima Torres. O crime aconteceu em novembro do ano passado. Além de matar, o acusado também teria enterrado o corpo da vítima. 

O julgamento foi presidido pelo juiz da Vara Criminal e Execução Penal, Iluípitrando Soares Neto. Os jurados acataram as teses do Ministério Público Estadual (MPE), que denunciou Weidson por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. 

Conforme a sentença, Weidson terá de cumprir 11 anos e 11 meses de prisão, em regime inicial fechado, além do pagar 10 dias-multa (1/3 do salário mínimo).


Relembre

O assassinato ocorreu em 7 de novembro de 2017. De acordo com a denúncia, acusado e vítima já tinham se desentendido várias vezes. No dia do crime, durante mais uma discussão, Weidson, armado com um pedaço de madeira, desferiu vários golpes na cabeça de Darlan, que não resistiu e morreu no local.

O corpo de Darlan foi encontrado enterrado no quintal de um lote de Weidson. Depois de descobrir a autoria do assassinato e reunir evidências contra Darlan, a Polícia Civil (PC) solicitou a prisão preventiva do homem. A Justiça aceitou o pedido, mas mandado não pode ser cumprido num primeiro momento porque o acusado não foi localizado. Depois do crime, Silva fugiu de Taguatinga para Campos Belos (GO).

Alguns dias depois que a ordem de prisão de prisão foi expedida, Weidson resolveu se entregar. Ele procurou a Delegacia de Taguatinga, acompanhado de um advogado, e confessou em detalhes o homicídio. O acusado está preso desde então. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.