publicidade
publicidade
Max:32° Min:22°
Araguaína
Araguaína-TO, quinta, 22 de novembro de 2018
Siga a REDE TO

Rede 190

Rixa entre famílias de ciganos deixa 1 morto e 4 feridos em Palmas

Tentativa de execução em massa aconteceu em quadra na região sul

27/06/2018 12h16 | Atualizado em: 14/09/2018 20h48

Fotos 1 e 2: Reprodução; Foto 3: Divulgação/PM-TO Família de ciganos conversava na porta de uma casa, na Quadra 704 Sul (Arse 71), quando um homem passou pelo local e atirou várias vezes contra o grupo; João Vitor Cerqueira foi atingido por tiros, chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital

REDAÇÃO
REDE TO

 

Um homem morreu e outras quatro ficaram feridas durante um atentado contra uma família de ciganos, no começo da noite desta terça-feira, 26, na região sul de Palmas. Os cinco estavam conversando na porta de uma casa na Quadra 704 Sul (Arse 71), quando um homem passou pelo local, atirou várias vezes contra o grupo e fugiu em um carro de passeio.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), quatro das cinco vítimas foram socorridas e encaminhadas para o Hospital Geral de Palmas. A quinta, João Vitor Cerqueira, morreu antes de chegar no HGP. Flávio Meira Dantas, também baleado, passou por cirurgia e foi levado para o alojamento de internação. Outros dois homens seguem em observação e um recebeu alta. 

Tiroteio

Depois do ataque à família, a Polícia Militar recebeu informação de que um grupo de pessoas estava reunido em uma residência na quadra vizinha, a 904 Sul (Arse 91), planejando se vingar dos autores do atentado na 704 Sul. A PM foi até o local e os militares foram recebidos a tiros. 

De acordo com a corporação, depois do confronto inicial, houve uma negociação e dois moradores resolveram se entregar. Eles foram detidos e encaminhados para a delegacia. 

Durante vistoria no imóvel, a PM apreendeu um revólver calibre 38, R$ 4 mil emm dinheiro e cheques com valores superiores a R$ 29 mil. Também foram encontrados na casa, várias joias, relógios e celulares de procedência duvidosa. 

Investigações

A Polícia Civil (PC) informou que os
 casos estão sendo investigados pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Palmas. A suspeita é que a tentativa de execução em massa estaria relacionada com uma rixa antiga entre duas famílias de ciganos. 

O delegado João Batista Marques disse que a família atacada na 704 Sul se mudou para Palmas há cerca de seis meses e já vinha sendo monitorada pela polícia depois que vizinhos fizeram denúncias contra ela. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.