publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sábado, 20 de julho de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Suco de bacaba contamina família com Doença de Chagas no Tocantins

14 pessoas da mesma família foram infectadas após consumo de bacaba

10/12/2018 14h03 | Atualizado em: 19/12/2018 20h28

Divulgação Fezes do barbeiro contendo o protozoário Trypanosoma Cruzi, causador da doença, teriam ido parar em um suco de babaca servido durante uma confraternização em Aparecida do Rio Negro

REDAÇÃO
REDE TO


14 pessoas da mesma família foram infectadas com a doença de Chagas, em Aparecida do Rio Negro, na região central do Tocantins. Nove delas estão internadas no Hospital Geral de Palmas e as outras quatro no Hospital de Doenças Tropicais, em Araguaína. As informações são da Secretaria de Estado da Saúde.

Contaminação

A família teria sido infectada pela doença de Chagas durante uma festa realizada em 28 de outubro, dia das eleições gerais. A maioria das pessoas era de fora e estava na cidade apenas para votar. Durante a confraternização, foi servido um suco de bacaba aos participantes. O barbeiro, principal transmissor da enfermidade, costuma se alojar na palmeira deste fruto. A suspeita é que as fezes do inseto tenham ido parar no suco servido às vítimas. 

Doença de Chagas

A Doença de Chagas é transmitida ao homem pelo protozoário Trypanosoma Cruzi, encontrado nas fezes do triatoma, inseto conhecido como barbeiro. A patologia ataca o coração e o intestino.
 Entre os sintomas estão inchaços e febre.

Caso não seja tratada logo, pode haver insuficiência cardíaca congestiva. O tratamento, paliativo, é feito com uso de medicamentos que matam o parasita e no controle dos sintomas. A doença não tem cura. 

Segundo a Sesau, nos últimos três anos, 34 pessoas foram infectadas pela Doença de Chagas no Tocantins. Além dos 13 casos confirmados agora, outros dois já tinham sido registrados no estado em 2018. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.