publicidade
publicidade
Max:31° Min:23°
Araguaína
Araguaína-TO, quinta, 21 de fevereiro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

TOs: Consórcio vence licitação para recuperar rodovias no Tocantins

Resultado do processo licitatório foi publicado no Diário Oficial do Estado

12/02/2019 17h38 | Atualizado em: 15/02/2019 18h32

Divulgação Contrato com o Consórcio Crema prevê recuperação de 136 quilômetros de rodovias e melhorias em outros 1,2 mil quilômetros

REDAÇÃO
REDE TO


O Consórcio Crema Paraíso, formado pelas empresas Sobrado Construções Ltda, Goiás Construtora Ltda e GAE Construção e Comércio Ltda, venceu a licitação realizada pelo governo do estado para recuperação de rodovias no Tocantins. O resultado do processo licitatório foi publicado na edição da última sexta-feira, 08, do Diário Oficial do Estado (DOE)

A proposta vencedora, no valor de R$ 66.518.259,34, prevê a reconstrução da TO-080, entre Palmas e Paraíso, da TO-070, entre Porto Nacional e Brejinho de Nazaré, e da TO-255, entre Porto Nacional e Monte do Carmo. No total, são 136 quilômetros de asfalto que serão recuperados e terão a sinalização reabilitada. 

De acordo com o governo, o contrato prevê ainda melhorias em outros 1,2 mil quilômetros de rodovias estaduais. O estado afirma que os trechos foram escolhidos a partir de uma estratégia de fortalecimento da infraestrutura das estradas tocantinenses.

Os recursos são oriundos de financiamento do Banco Mundial, por meio do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS). O contrato tem duração de cinco anos. Nos dois primeiros anos, a empresa contratada executa a recuperação das rodovias previstas no projeto. Nos três últimos, a construtora fica responsável pela manutenção constante dos trechos.

“A qualidade de execução dos serviços, aliada ao período de cinco anos do contrato, promoverão perfeitas condições de trafegabilidade, conforto e segurança. Essas ações fazem parte dos esforços do Governo para fortalecer o sistema logístico do estado”, afirmou o presidente da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), Virgílio Azevedo.

Segundo o governo, a Ageto deve assinar o contrato com a empresa vencedora ainda neste mês. A ordem de serviço, contudo, só será executada após análise do Banco Mundial. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.