publicidade
publicidade
Araguaína-TO, Sunday, 24 de March de 2019
Siga a REDE TO

Municípios

Uber é alvo de protesto de taxistas e mototaxistas

20/02/2019 12h01 | Atualizado em: 26/02/2019 18h03

Divulgação Mototaxistas e taxistas alegam que Uber ainda não foi regulamentado e, por isso, não está autorizada a atuar na capital

REDAÇÃO
REDE TO


Taxistas e mototaxistas protestaram, nesta terça-feira, 19, em frente à Câmara Municipal de Palmas contra a atuação da Uber em Palmas. 

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Condutores de Veículos de Duas Rodas de Palmas (Sindiciclo), Lidemar Souza Parente, embora a Câmara tenha aprovado uma lei que regulamenta a atuação do transporte por aplicativos, a Uber ainda não realizou sua regularização junto à prefeitura.

O presidente do Sindiciclo afirma que, não regulamentada, a empresa deixa de pagar os impostos previstos e abre espaço para atuação clandestina que prejudica os próprios motoristas do aplicativo. “Existem muitas pessoas que estão fazendo trabalho como se fosse do aplicativo, mas que na verdade, não estão cadastrados e não passam por nenhuma seleção prévia. Isso coloca em risco a segurança dos usuários, como já aconteceu em outros municípios”, argumenta Lindemar.

“Não somos contra os motoristas de aplicativos.O que queremos que os usuários não sejam enganados por pessoas que atuam clandestinamente no sistema. Também queremos que a empresa regularize sua situação no município e não venha aqui apenas explorar os trabalhadores”, finalizou Parente. 

Uber

Operando em Palmas desde março de 2017, a Uber oferece serviços de transporte privado urbano com preços mais acessíveis à população. A plataforma usa o GPS do celular para conectar o passageiro diretamente ao motorista mais próximo. O interessado deve fazer o download do aplicativo, realizar o cadastro fornecendo o nome completo, e-mail e número do cartão de crédito. Ao solicitar o serviço, o usuário tem acesso a foto, nome do motorista e informações sobre o veículo. 

 
Uma das vantagens da Uber é que o usuário tem uma estimativa de quanto irá pagar pela viagens. O valor é debitado diretamente na fatura do cartão e as informações de cada corrida ficam disponíveis na conta do usuário no aplicativo.
 
A REDE TO entrou em contato com a empresa e aguarda posicionamento sobre o protesto realizado por mototaxistas e taxistas de Palmas nesta terça. 

 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.