publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quinta, 23 de maio de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Carnaval injeta mais de R$ 5,7 milhões na economia tocantinense

Segundo Adetuc, Gurupi foi a cidade que mais arrecadou com a folia

12/03/2019 22h19 | Atualizado em: 25/03/2019 17h47

Dados divulgados pela Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) mostram que o Tocantins movimentou R$ 5.757.310, entre os dias 1º e 4 de março deste ano, nos municípios de Gurupi, Porto Nacional, Dianópolis, Xambioá, Araguatins, Palmas e na Região do Jalapão (2 a 4 de março).

Os números são referentes às informações sobre hospedagem e alimentação, além de transporte aéreo, rodoviário e alternativo (vans); mobilidade – táxi e uber; combustível; locação de veículos; hospedagens alternativas; venda de artesanato; venda de abadás; vendas no comércio local; comercialização de bebidas e ambulantes, que não foram contabilizados, mas estima-se que tenha gerado um valor total de R$ 1.500.000 em movimentações financeiras.

Ao avaliar os resultados do carnaval 2019 do estado, o presidente da Adtuc, Tom Lyra, afirmou que a festa teve saldo extremamente positivo para as cidades. Os quatro dias de folia geraram movimentação econômica três vezes maior que o valor investido pelos municípios para realizar o evento. 

“O carnaval do Tocantins, mesmo numa crise pela qual o país está passando e com muita gente torcendo contra, foi um sucesso. O resultado foi esse que vimos nas noites de folia, com mais de 30% de turistas aqui no Tocantins”, disse o presidente.

Tom Lyra ressaltou que a movimentação financeira nas cidades, durante a festa de carnaval, favoreceu os rendimentos nos setores formal e informal da economia tocantinense. “Esses milhões de reais de movimento apresentados pela nossa pesquisa, eu tenho certeza que se trata da parte formal da economia. Mas, o segmento informal também ganhou. As pessoas que trabalhavam, como ambulantes, por exemplo, vendendo cerveja, espetinho, refrigerante, cachorro-quente, pessoas que mais precisavam, também ganharam uma renda extra”, observou.

Gurupi

Gurupi foi o principal destino escolhido pelos foliões. Dados da Polícia Militar do Estado (PM) mostram que 200 mil pessoas movimentaram a cidade durante dos três dias de festa e os 1.700 leitos da rede hoteleira foram 100% ocupados. O valor médio da diária de hotel em Gurupi no período de carnaval foi de R$ 200,00, sendo a arrecadação diária de R$ 340.000 e a arrecadação total no período de R$ 1.360.000.

Já na parte de alimentação, a estimativa é que o município tenha arrecadado o valor total de R$ 700.000.

Jalapão

O Jalapão foi um dos principais destinos do Tocantins durante o período do carnaval 2019. Com 100% da capacidade de hospedagem ocupadas, o local recebeu 1.174 visitantes no período.

A região, composta pelos municípios de Ponte Alta, Mateiros e São Félix, recebeu visitantes originários de 20 estados brasileiros, além do próprio Tocantins. Turistas estrangeiros também vieram conhecer as belezas naturais do Jalapão. De acordo com a Adetuc, a região recebeu pessoas da Guiana Francesa, Inglaterra e Estados Unidos (Geórgia).

Sobre dados financeiros levantados no balanço da Adetuc, o valor médio de hospedagem foi de R$ 100,00. Durante os dias 2, 3 e 4 de março, a rede hoteleira da região arrecadou o valor de R$ 352.200, uma média de R$ 117.400 por dia.

Um total de nove atrativos foram visitados pelos turistas sendo que sete eram pagos. O valor para os locais pagos eram de R$ 20,00 e o montante arrecado pelos proprietários nos três dias foi de R$ 164.360.

Dos atrativos visitados estão: Cânion Sussuapara, Fervedouro Rio Sono, Fervedouro do Ceiça, Fervedouro Macaúba, Fervedouro Buriti, Fervedouro Bela Vista, Cachoeira do Formiga, Dunas e Cachoeira da Velha.

Porto Nacional

Na região central do Tocantins, Porto Nacional reuniu 50 mil pessoas durante o carnaval, segundo dados da PM. Dos 766 leitos de hotéis oferecidos aos turistas, 612 foram ocupados, registrando uma média de 80%. O valor cobrado pela diária ficou em torno de R$ 100 e a arrecadação da rede hoteleira foi de R$ 244.800 no período.

Referente à alimentação, os dados da Adetuc mostram que foram gastos diariamente R$ 43.750, totalizando R$ 175.000 ao final dos quatro dias de festa. O valor médio da refeição foi de R$ 35 e a estimativa de pessoas atendidas pelo comércio de alimentação foi de 1.250 por dia.

Dianópolis

Na região sudeste do estado, o município de Dianópolis reuniu 20 mil pessoas no período do carnaval, conforme números da Polícia Militar. Todos os 483 leitos da rede hoteleira foram ocupados, gerando uma arrecadação de R$ 231.840 nos quatro dias de festa (média de R$ 120,00 a diária).

O valor médio por alimentação foi de R$ 35,00, o que gerou uma arrecadação de R$ 70.000 no período, estimando que aproximadamente 500 pessoas tenham sido atendidas pelo comércio de alimentação.

Xambioá

No norte do Tocantins, Xambioá reuniu 10 mil foliões no período de carnaval, de acordo com a PM. Dos 200 leitos da rede hoteleira disponíveis, 100% foram ocupados pelos visitantes.

O valor médio da diária foi de R$ 100,00, gerando uma arrecadação total de R$ 80.000 nos quatro dias de festa. Aproximadamente, 250 pessoas foram atendidas pelo comércio de alimentação. A média da refeição foi de R$ 35,00 o que movimentou R$ 34.800 no período.

Araguatins

Na região do Bico do Papagaio, 6.500 turistas visitaram o município de Araguatins durante os quatro dias de carnaval, segundo números da PM. Dos 336 leitos de hotéis disponíveis, 100% foram ocupados.

A média da diária nos hotéis foi de R$ 120, 00, arrecadando o montante de R$ 175.000 no período. Aproximadamente, 162 pessoas foram atendidas pelo comércio de alimentação. A média da refeição foi de R$ 35,00, o que movimentou R$ 22.680 ao todo.

Palmas

A PM não divulgou o número de turistas que visitam a Capital durante o carnaval. Dos 5.200 leitos de hotéis disponíveis, 20% apenas foram ocupados (1.040 leitos). O valor médio da diária foi de R$ 105,89, o que gerou uma arrecadação total de R$ 175.680. A Adetuc não divulgou também os dados referentes à alimentação. 

 

Com Secom/Governo do Tocantins

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.