publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 14 de outubro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

PF mira quadrilha que comercializava dinheiro falsificado no Tocantins

29/03/2019 18h58 | Atualizado em: 01/04/2019 18h13

Foto 1: Reprodução/WhatsApp; Foto 2: Divulgação Organização criminosa usava o WhatsApp para negociar a venda de dinheiro falso; entrega era realizada pelos Correios

REDAÇÃO
REDE TO

 

A Polícia Federal deflarou, na manhã desta sexta-feira, 29, em Gurupi, na região sul do Tocantins, a Leptopet, uma operação que tem como objetivo desarticular uma organização criminosa especializada em produzir e comercializar dinheiro falso.

De acordo com o delegado Mauro Knewitz, o dinheiro era negociado por meio de redes sociais como o Facebook e pelo aplicativo de troca instantânea de mensagens WhatsApp. A entrega, por sua vez, era realizada pelos Correios. 

A PF informou que foram cumpridas medidas de busca e apreensão, expedidas pela Seção da Justiça Federal de Gurupi, contra pelo menos seis pessoas. Eles devem responder pelos crimes de organização criminosa e moeda falsa. Os nomes não foram divulgados. 

Segundo a polícia, o nome da operação, "Leptonet", faz referência à moeda grega de menor valor, o Lépton.


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.