publicidade
publicidade
Araguaína-TO, terça, 20 de agosto de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Governo adia força-tarefa contra buraqueira em rodovias estaduais

15/04/2019 18h48 | Atualizado em: 16/04/2019 20h58

Divulgação Anunciada em março, a força-tarefa teve que ser adiada, segundo o governo, por causa da grande quantidade de chuvas que tem caído no Tocantins nos últimos dias

REDAÇÃO
REDE TO


O governo do Tocantins decidiu adiar por 10 dias a força-tarefa nas rodovias estaduais que deveria começar nesta segunda-feira, 15. Segundo o presidente da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), Virgílio Azevedo, 
a decisão foi tomada por causa da grande quantidade de chuvas que caiu no estado nos últimos dias. “Todo o processo de manutenção das vias, como tapa-buracos, roçagem e terraplenagem, necessita de tempo seco para garantia da eficiência”, afirmou. 

O professor e meteorologista José Luiz Cabral Júnior, do Núcleo Estadual de Meteorologia e Recursos Hídricos (Nemet/RH), da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), explica que o clima deve ser bastante chuvoso na semana do dia 15 ao dia 21. “Abril é um mês de transição entre o período chuvoso e o período de estiagem, mas a previsão é de que continue chovendo nos próximos dias”, declarou. 

De acordo com o secretário Estadual da Infraestrutura, Cidades e Habitação, Renato Assunção, o adiamento da força-tarefa tem como objetivo garantir a economicidade dos recursos públicos. “Nós sabemos que se começarmos a atuar em dias chuvosos teremos que realizar um resserviço no futuro”, argumentou. 

Força-tarefa

Anunciada no dia 25 de março, a força-tarefa contará com serviços de recuperação asfáltica nas sete Residências Rodoviárias da Ageto, localizadas nas cidades de Tocantinópolis, Araguaína, Guaraí, Paraíso, Porto Nacional, Gurupi e Dianópolis.

Conforme a agência, terão prioridade as rodovias que concentram maior tráfego, as que têm papel primordial no escoamento da produção do Estado e aquelas localizadas nos arredores das maiores cidades do Tocantins. A previsão é que os trabalhos durem pelo menos 60 dias. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.