publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quarta, 24 de abril de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Companhia de teatro encena Paixão de Cristo em praça de Palmas

15/04/2019 20h58 | Atualizado em: 17/04/2019 19h55

Divulgação Para este ano, estima-se a participação de cerca de 500 voluntários, dentre equipe técnica, atores, figurantes e produção

A 15ª edição da Paixão de Cristo será realizada na sexta-feira, 19 de abril, às 19 horas, na Praça dos Girassóis, em Palmas. O espetáculo é considerado um dos maiores a céu aberto na região Norte do País e é interpretado pelos voluntários da Cia Art’Sacra de Teatro. Para este ano, estima-se a participação de cerca de 500 voluntários, dentre equipe técnica, atores, figurantes e produção. 

Conforme o preparador de elenco e roteirista da Paixão de Cristo 2019, Leo Sampaio, o espetáculo neste ano está com novidades. “Pensamos em inovar, sem perder a qualidade e a mensagem da Paixão de Cristo. O público perceberá a influência e participação das mulheres dentro da Paixão de Cristo, pois, mostraremos a Paixão através dos olhares das mulheres que diretamente fizeram parte da vida de Jesus naquela época”, alega, acrescentando ainda sobre a grande participação de mulheres na companhia.

Segundo ele, o roteiro foca a descendência das mulheres da família de Jesus para dentro da Paixão, até a chegada da sua Mãe Maria. “A Samaritana, Madalena, Maria e Marta, dentre outras, onde cada uma delas mostrará como era a paixão de Cristo, esta paixão que começou no amor ao próximo em acolher cada pessoa desprezada, rejeitada e excluída, até mostrar ao mundo o mais belo e verdadeiro amor que foi morrer de na cruz, mostrando que Ele nos ama e nos acolhe de braços aberto na Cruz. Pois a cruz não é sinal de morte, mas de vida e vida em abundância”, finaliza.

Patrocínio

O Projeto foi aprovado pela Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, com autorização para captação de cerca de 300 mil. Porém, o grupo não encontrou empresa para a captação. Desta forma, diante da falta de patrocínio, o grupo ainda necessita de arrecadar recursos financeiros para custear as principais despesas do espetáculo. Os voluntários se empenham com a realização de atividades beneficentes como galinhadas, arrecadação de doações e rifas, dentre outras atividades para custear as principais despesas.

No último domingo, 14, foi realizada uma galinhada beneficente com o intuito de arrecadar recursos para o espetáculo. 

Para o presidente da Cia Art’Sacra e diretor-geral do espetáculo, o sucesso do espetáculo é fruto do resultado de meses de dedicação dos atores e produtores. “Emocionar as pessoas através da Paixão de Cristo é missão que Deus nos confia a cada ano. Confiamos em poder contar com as pessoas, empresas, governos estadual e municipal para eliminar as dificuldades financeiras e distanciar imprevistos no evento”, declara Valdeir Santana.

Reconhecimento

O espetáculo da Paixão de Cristo realizado pela Art´Sacra Cia. de Teatro foi instituído no calendário de eventos oficiais do município de Palmas, Lei 2.287, de 10 de janeiro de 2017. Em maio de 2010, a Fundação Cultural do Estado do Tocantins concedeu ao espetáculo teatral sacro da Paixão de Cristo, evento Cultural do Estado, pelos seus trabalhos realizados na área de teatro e formação. Tal reconhecimento ressalta a sua importância na sociedade como uma entidade que fomenta a cultura, às artes, sacra e popular e colabora desta forma com a formação cultural do Estado do Tocantins.

História

A Cia foi fundada em 16 de maio de 2005 por um grupo de jovens apaixonados pelo teatro e que sempre atuavam nas apresentações sacras onde dramatizavam passagens dos Evangelhos e outras temáticas para reflexões litúrgicas e formações sócio-educativas na Paróquia Dom Orione, em Palmas.

 

Com Ascom/Art'Sacra

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.