publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quarta, 26 de junho de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Palmas: Homem que assassinou outro a tiros em bar é condenado

23/04/2019 23h24 | Atualizado em: 25/04/2019 19h14

Divulgação

Acusado pelo assassinato de Adriel Alves Gomes no dia 22 de fevereiro de 2016, em Palmas, o eletricista Juliano Gemmus Barbosa da Silva foi condenado por homicídio qualificado, na última na última segunda-feira (22/4), pelo Júri Popular e terá que cumprir 12 anos de prisão, segundo determinou o juiz William Trigilio da Silva, respondendo atualmente pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Palmas e que presidiu o Tribunal do Júri.

Conforme os autos, Juliano iniciou uma discussão com Adriel em um bar, em Taquaralto, e acabou disparando vários tiros que atingiram o punho direito e o abdômen da vítima.

De acordo com a sentença, a maioria dos jurados reconheceu a materialidade do delito, imputando ao acusado a autoria do fato. Em seguida, os jurados afastaram o quesito genérico da absolvição e reconheceram motivo fútil, ambos pedidos pela defesa do acusado.

Ao realizar a dosimetria da pena, o magistrado seguiu a decisão dos jurados, lembrando que “a condenação do acusado pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, conduta tipificada no art. 121,§2°, inciso II do Código Penal Brasileiro, é medida que se impõe”.

O juiz William Trigilio da Silva determinou ainda que Juliano Gemmus Barbosa da Silva cumpra a pena inicialmente em regime fechado e também negou ao réu o direito de responder em liberdade em razão da manutenção dos requisitos da prisão preventiva que o levou a responder ao processo preso.  

 

Da Cecom/TJ-TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.