publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sexta, 23 de agosto de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Presos deixam ócio de lado e reformam prédio do IML em Natividade

05/06/2019 22h43 | Atualizado em: 07/06/2019 22h46

Divulgação Antes e depois mostra resultado do trabalho realizado por detentos de Natividade, no sudeste do Tocantins, no IML da cidade

REDAÇÃO
REDE TO


Seis detentos da Cadeia Pública de Natividade, na região sudeste do Tocantins, participaram da reforma do prédio do Instituto Médico Legal (IML) da cidade. 

De acordo com a Secretaria de Cidadania e Justiça, a iniciativa partiu da direção do IML que solicitou ao chefe da unidade prisional, Paulo Jean, uma parceria para que a infraestrutura do prédio fosse reparada de maneira que todos fossem favorecidos. Com isso, seis presos se voluntariaram a trabalhar por 90 dias na obra desenvolvendo as atividades de pintura, ceramista e reparação de fendas e buracos.

Com o trabalho desenvolvido no IML, os detentos foram beneficiados pela Lei de Execução Penal (LEP), que garante um dia a menos de pena para cada três dias trabalhados.


“O trabalho para a população carcerária é uma das melhores ferramentas de ressocialização dentro da execução penal, uma vez que traz dignidade à pessoa presa, remição da pena e experiência profissional. Aqui na unidade os reeducandos que participam de trabalhos laborais têm uma melhoria significativa no seu comportamento, além de aprenderem uma nova profissão”, afirmou o diretor do presídio. 

“Essa experiência serve para diminuir a pena e mostrar a sociedade nossa regeneração. E também para conhecermos mais a profissão e com isso conseguirmos uma colocação no mercado de trabalho”, comentou um dos presos. 


 

Leia sobre: IMLNatividadePenaPresosRemiçãoTocantins
Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.