publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 14 de outubro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Plano troca delegacia por divisão de combate à corrupção no estado

26/06/2019 14h03 | Atualizado em: 01/07/2019 21h08

Divulgação/Dennis Tavares Governo Mauro Carlesse (DEM) assina decreto que institui o Plano Estadual de Segurança e Defesa Social (PESSE) do Tocantins

REDAÇÃO
REDE TO


Em solenidade no auditório do Palácio Araguaia, nesta terça-feira, 25, foi apresentado o Plano Estadual de Segurança e Defesa Social (PESSE) do Tocantins. De acordo com o governo, o documento tem como objetivo estabelecer uma diretriz institucional única, que irá orientar, pelos próximos dez anos, a Secretaria de Segurança Pública, de Cidadania e Justiça, a Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins. 

Ações

Com cerca de 70 páginas, o PESSE, fruto de 18 reuniões entre representantes das forças de segurança e entidades públicas e privadas parceiras, além da participação da sociedade civil organizada e da população em audiência pública, contempla propostas em diversas áreas da Segurança Pública e Defesa Social, que envolvem 177 ações efetivas na área, dentre elas, a Implantação de Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher – DEAM com atendimento 24h e de quatro divisões especiais para o combate à corrupção, ao crime organizado, repressão a narcóticos e aos crimes cibernéticos.

A criação de um setor de combate à corrupção dentro da Polícia Civil é criticada por alguns delegados tocantinenses, que alegam que, com a medida, haverá um enfraquecimento das investigações contra o desvio de dinheiro público. A nova divisão prevista no PESSE irá substituir a Delegacia de Repressão a Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública (Dracma), criada pelo ex-governador Marcelo Miranda (MDB) e responsável, hoje, pela maioria das operações que apuram atos de corrupção no estado. O governo nega a acusação e diz que o objetivo é fortalecer esse trabalho.   

“Este é um plano construído com muitas mãos. Mais de cem dias de trabalho e muitos profissionais envolvidos, além de uma audiência pública, oportunidade em que a sociedade civil foi ouvida. Chegamos a um produto que não é acabado, é um ponto de partida.  Ele faz parte de um conjunto de estratégias que coloca o Tocantins num cenário nacional. Trabalhamos atendendo às premissas do Governo Federal para o recebimento de recursos e, assim, saímos na frente, criando um ambiente apropriado para se ter um estado mais seguro”, explicou o secretário de Segurança Pública, Cristiano Sampaio. 

Decreto

Antes de discursar no evento desta terça, o governador Mauro Carlesse (DEM) e os representantes das forças de segurança e defesa social do Estado assinaram o Decreto n. 5.962/2019, que institui o PESSE. “Temos um estado seguro, mas precisamos investir no ser humano, em tecnologia. Por isso, estamos fazendo todos esses investimentos voltados para melhorias na gestão, principalmente na Segurança Pública. Esse Governo trabalha muito pensando na Segurança Pública, na Saúde, na Educação, na Infraestrutura, para que nossa comunidade seja bem atendida e, com dedicação de todos, certamente conseguiremos os avanços que buscamos”, declarou o chefe do Executivo estadual. 


Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.