publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quarta, 17 de julho de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Estudante é o único com medalha de ouro na Obmep

09/07/2019 15h22 | Atualizado em: 09/07/2019 15h36

Divulgação/Elias Oliveira Ryan foi o único tocantinense premiado com a medalha de ouro na Obmep 2018

Geralmente associada ao terror dos alunos em sala de aula, a Matemática parece não assustar o estudante Ryan Alves Teixeira, da Escola Estadual Girassol de Tempo Integral Profª Aldenora Alves Correia, de Tocantinópolis. Ele foi medalhista de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), cuja premiação da edição de 2018 foi realizada na última segunda-feira, 8, em Salvador – BA. Ao todo, 525 medalhas foram distribuídas aos alunos de todo o Brasil que se destacaram na competição voltada às Ciências Exatas.

A medalha de ouro, no entanto, não foi a primeira a pender no peito do jovem estudante. Ryan já havia conquistado um bronze na edição 2017 da olimpíada, fato que ele considera fundamental para obter a nova medalha. “No ano anterior, eu tinha feito a prova da Obmep e ganhado a medalha de bronze. Como eu já havia feito a prova, foi só fazer do mesmo jeito”, disse.

Ryan possui um grau leve de autismo, o que acaba levando a respostas bastante objetivas, como os cálculos devem ser. Ele participa da edição de 2019 da Obmep e já se classificou para a segunda fase. Quando questionado sobre sua expectativa, se achava que poderia ganhar mais uma medalha, a resposta foi breve: “talvez”.

A condição especial do jovem estudante, no entanto, nunca o atrapalhou nos estudos dos cálculos, como garante a mãe, dona Sonia Maria Alves Guida. “Nós só descobrimos o autismo há uns dois anos. O Ryan sempre foi um menino muito inteligente, que pegava com facilidade as matérias da escola”, completou.

Sem conseguir esconder o orgulho, dona Sonia celebrou a conquista do filho. “Para mim foi um orgulho muito grande. Estou muito feliz pelo meu filho. Aproveitar para destacar também o empenho da escola com o Ryan e, principalmente do professor dele, que identificou nele essa capacidade e sempre o incentivou e auxiliou nos estudos”, afirmou.

Antes de seguir viagem para Tocantinópolis, Ryan fez uma escala em Palmas, onde foi recebido pela secretária Adriana Aguiar, na Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes. Para a gestora, o estudante é um exemplo a todos os alunos do Tocantins. “Gostaria de dizer que estamos todos, o Tocantins inteiro, cheios de orgulho de você. Tenho certeza de que muitos estudantes vão passar a olhar a Matemática com mais carinho e dedicação por causa do seu exemplo”, destacou.

Quem acompanhou Ryan até Salvador, local da premiação da Obmep 2018, foi o coordenador da olimpíada para a região norte do Tocantins, Wiliam Carlos de Sousa. Ele acompanha a Obmep há mais de 14 anos no Estado e destacou o quanto a competição é benéfica para seus participantes. “Nossa primeira aluna premiada hoje já é mestre. Tivemos um aluno que conquistou três medalhas e que conseguiu uma bolsa de estudos em um colégio de elite no Ceará. A Obmep é uma porta para que os alunos consigam novas oportunidades”, frisou.

Obmep 2019

A edição deste ano da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas está seguindo para sua segunda etapa. Do Tocantins, mais de 9 mil estudantes se classificaram na primeira etapa da Obmep e irão realizar a segunda prova, que será aplicada no dia 28 de setembro em polos a serem definidos pela coordenação estadual da olimpíada.

 

Da Secom/Governo do TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.