publicidade
publicidade
Araguaína-TO, terça, 15 de outubro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Ministério Público quer presos combatendo queimadas no Tocantins

19/09/2019 20h26 | Atualizado em: 19/09/2019 20h47

Divulgação Promotor de justiça quer saber se detentos formados em Curso de Brigadistas estão atuando no combate às queimadas no Tocantins
REDAÇÃO
REDE TO


O promotor de Justiça Alzemiro Wilson Peres Freitas, de Palmas quer saber se presos do regime semiaberto, formados no Curso de Brigadistas no ano passado, estão atuando no combate às queimadas e incêndios florestais no Tocantins. 

O Ministério Público apurou, com base em documentos oficiais, que menos 17detentos foram qualificados para este tipo de trabalho em 2018.

O representante do MP encaminhou, no começo do mês, pedido de esclarecimentos ao secretário estadual da Cidadania e Justiça, Heber Luís Fidelis, mas até agora, não recebeu respostas. 

Alzemiro pediu detalhes, como os locais de trabalho dos presos, as jornadas desenvolvidas e se existe projeto em execução para a formação de mais brigadistas.


Queimadas

Na terça-feira, 17, o Tocantins superou a marca dos 10 mil focos de queimadas registrados em 2019. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), desde o início de setembro já são mais de três mil casos em todo o estado, a maioria de origem criminosa. 


Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.