publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 16 de dezembro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Principal acusado de tentar matar prefeito é inocentado pelo crime

27/09/2019 20h58 | Atualizado em: 02/10/2019 11h51

Divulgação Prefeito de Chapada da Natividade, Joaquim Urcino Ferreira (PR) quase foi morto durante uma emboscada, em abril de 2017
REDAÇÃO
REDE TO


O Tribunal do Júri condenou dois dos três acusados de tentativa de homicídio contra o prefeito Joaquim Urcino Ferreira (PR), de Chapada da Natividade, na região centro-oeste do Tocantins. A sessão do Tribunal do Júri iniciou-se na manhã de quinta-feira, 25, e só terminou às 7h desta sexta-feira, 26. O MPTO informou que irá recorrer da decisão de absolvição do terceiro envolvido no crime, ocorrido em 2017.

Manoel Rodrigues Amarante e Apolinário Tavares de Lima foram condenados pela tentativa de homicídio e deverão cumprir pena de dois anos de reclusão (regime aberto) e 10 anos e dois meses de reclusão (regime fechado), respetivamente. Já Pedro Henrique Santos de Souza foi absolvido do crime de tentativa de homicídio e condenado pelos crimes de associação criminosa e porte ilegal de arma, sendo-lhe aplicada a pena de três anos de reclusão (regime aberto).

Segundo o Ministério Público, Pedro Henrique é o principal acusado, contudo, em razão de falhas na instrução dos jurados, ele foi absolvido do crime de tentativa de homicídio, o que levará os promotores Breno de Oliveira Simonassi e Isabelle Rocha Valença Figueiredo a recorrerem da sentença.

Relembre

O crime ocorreu na manhã dia 23 abril de 2017, quando, de acordo com a denúncia, os acusados tentaram matar a vítima, por meio de emboscada, nas mediações da casa do prefeito. O crime não teria sido consumado porque Joaquim Urcino, que segurava o neto de cinco anos no colo, percebeu, graças ao alarde dos cachorros, a presença dos réus, que estavam escondidos atrás de tijolos e dentro de um veículo, e acionou a polícia. Dois deles foram presos em flagrante e o terceiro fugiu, sendo preso depois.

Os acusados foram julgados pelos crimes de tentativa de homicídio qualificado, associação criminosa, porte ilegal de arma, receptação e falsa identidade.





Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.