publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quarta, 13 de novembro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Operação retira quase 12 toneladas de lixo em dois rios no Tocantins

18/10/2019 14h33 | Atualizado em: 22/10/2019 22h59

Naturatins Operação Praia Limpa retira quase 12 toneladas de lixo nos rios Araguaia e do Coco
REDAÇÃO
REDE TO


O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) divulgou, nesta sexta-feira, 18, o resultado da campanha Praia Limpa 2019 realizado no Parque Estadual do Cantão (PEC), em Caseara, na região oeste do estadto. No total, foram recolhidas quase 12 toneladas de lixo e identificados 10 responsáveis por acampamentos deixados em cinco praias dos rios Araguaia e do Coco. Eles têm até 15 dias para retirar toda a estrutura.

De acordo com a Naturatins, a operação partiu do Porto da Balsa na quarta-feira, 15, e se estendeu por dois dias, percorrendo as praias da Ilha, da Lua e do Avião, ao longo do Rio Araguaia, além das praias do Sol e Vila Paraibinha no rio do Coco, com o objetivo de retirar o lixo deixado pelos turistas e pactuar ações para evitar que a situação se repita em 2020.

O supervisor do PEC, Adailton Glória, afirmou que a maior parte do lixo encontrado é de responsabilidade dos turistas, que não retiraram a estrutura das barracas utilizadas nos acampamentos e outra parte dos resíduos foi produzida pelos moradores do município. Adailton Glória afirmou que os responsáveis pelos acampamentos já foram identificados e serão notificados e deverão proceder com a retirada das estruturas.

Ainda conforme o supervisor do parque, após a operação foi pactuado com o BPMA a realização do cadastro de um responsável em cada acampamento que não possuir estrutura fixa, a partir das coordenadas geográficas, na temporada de Praia 2020. Dessa forma, ao fim da temporada os dados vão facilitar a identificação do responsável pelo lixo produzido e deixado nas praias.

O sargento do BPMA-TO, Gerilto da Silva Luz, informou que foram encontrados plásticos, vidros, latas, entre outros materiais identificados ou recolhidos na tentativa de minimizar os danos ambientais que os resíduos deixados pelos frequentadores das praias nesse ano podem causar aos rios e Área de Preservação Permanente (APP) da região.



Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.