publicidade
Araguaína-TO, sábado, 04 de julho de 2020
Siga a REDE TO

Estado

Tocantinense cai no golpe do falso leilão na web e perde R$ 24 mil

21/11/2019 13h21 | Atualizado em: 25/11/2019 20h29

Reprodução Até agora, 12 pessoas de vários estados, inclusive um morador do Tocantins, foram lesados por site fraudulento

REDAÇÃO
REDE TO


A Polícia Civil do Tocantins está investigando as movimentações financeiras de uma página na internet de venda de carros com preços bem abaixo dos estipulados pelo mercado. Até agora, 12 pessoas de vários estados, inclusive um morador do Tocantins, foram lesados pelo site fraudulento.

Investigações

As investigações tiveram início em maio passado quando uma pessoa no Tocantins registrou boletim de ocorrência após ser lesada em R$ 24 mil na compra de um automóvel que jamais foi entregue. Denominada Casa de Leilões Central do Lance com domínio na internet de https://leiloeirosonline.com, os policiais solicitaram a um provedor mundial de pesquisa e hospedagem de sites na internet que retirasse a página da rede mundial de computadores, mas que preservasse os dados contidos na página para dar continuação às investigações.

A polícia descobriu que a página foi criada no dia 02 de maio desse ano e continha inclusive telefones de contato pela plataforma 0800 para dar uma sensação de legalidade ao ato fraudulento. Para dar a sensação de idoneidade, a empresa fraudulenta de arrematação de veículos automotivos disponibilizava inclusive, dada de entidades financiadoras, como também órgãos judiciais de certificação. Contudo, no momento do pagamento para o lance, os depósitos eram efetuados em contas particulares de terceiros e não a da empresa certificadora dos leilões.


Apesar de ter conseguido derrubar a página, a polícia ainda trabalha para identificar quem são os autores do ato criminoso de vendas fraudulentas pela internet. 

Carros a preço de banana

Segundo a diretora de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado – DRACCO, delegada Cinthia Paula de Lima, a maioria dos veículos ofertados pelo site era de veículos com data de fabricação entre 2008 e 2014, com preços abaixo da tabela estipulada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas – FIPE, que expressa preços médios de veículos anunciados pelos vendedores, no mercado nacional, servindo apenas como um parâmetro para negociações ou avaliações.

“Orientamos aos consumidores que antes de efetuarem os pagamentos, chequem as informações dos sites de compras, realizando pesquisas de reputação; se não há registro de reclamações, como também se os telefones identificados no portal correspondem à empresa em questão”, afirmou.


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.