publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 09 de dezembro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Aumenta 625% o número de casos de dengue no TO em 2019, alerta SES

29/11/2019 12h42 | Atualizado em: 02/12/2019 20h00

Nielcem Fernandes/Governo do Tocantins Em 2020, o Tocantins deve registrar uma epidemia das doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, Zika vírus, febre chikungunya e febre amarela

REDAÇÃO
REDE TO


Com a presença de representantes de apenas três dos 25 municípios convocados, foi realizada na manhã desta quinta-feira, 28, em Palmas, uma reunião para apresentar situação epidemiológica do Estado com relação às arboviroses e alertar para uma possível epidemia no próximo ano. 

Durante o encontro, a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Perciliana Bezerra foi enfática ao afirmar que, em 2020, o Tocantins deve registrar uma epidemia das doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, Zika vírus, febre chikungunya e febre amarela, se as ações de prevenção e controle não forem realizadas. “Necessitamos do trabalho articulado da Vigilância e da Atenção Básica para evitar o agravamento dos casos e óbitos. Os municípios devem realizar ações de manejo ambiental, coleta regular de lixo, educação e mobilizações, o cenário é preocupante”, explicou.

Único gestor presente na reunião, o prefeito de Ponte Alta do Bom Jesus, Yaporan da Fonseca Milhomem (PV), se dispôs a organizar em conjunto com Associação Tocantinense de Municípios (ATM) um encontro da SES com os prefeitos durante algum evento da entidade, ainda este ano. “Vamos mobilizar as prefeituras e incentivar todas as ações pertinentes para o controle do mosquito”, disse o prefeito. 

Números

No Estado foram notificados este ano 13.990 casos de Dengue, aumento de 625% com relação aos casos notificados em 2018 (1.929), 136 municípios notificaram a doença este ano. Os dados de Zika vírus cresceram 134%, com 393 registros em 2019 contra 168 de 2018. Já a febre chikungunya teve um aumento menor: 38%, em 2019 foram notificados 296 e em 2018 – 215 notificações.

Municípios prioritários

A Secretaria Estadual de Saúde considera como prioritários os seguintes municípios: Ananás, Araguatins, Augustinópolis, Axixá do Tocantins, Tocantinópolis, Araguaína, Wanderlândia, Xambioá, Colinas do Tocantins, Colmeia, Guaraí, Pedro Afonso, Miracema do Tocantins, Miranorte, Palmas, Natividade, Porto Nacional, Paraíso do Tocantins, Alvorada, Araguaçu, Formoso do Araguaia, Gurupi, Peixe, Dianópolis e Taguatinga. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.