publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 09 de dezembro de 2019
Siga a REDE TO

Estado

Após pleito em Lajeado, TRE marca eleição também para Pugmil

02/12/2019 19h29 | Atualizado em: 02/12/2019 19h55

Arquivo/Agência Brasil A exemplo de Lajeado, que elegeu, neste domingo, 02, seu novo prefeito e vice-prefeito, Pugmil também terá pleito suplementar

REDAÇÃO
REDE TO


O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) aprovou, nesta segunda-feira, 02, a Resolução nº 458/2019 que define a data de 2 de fevereiro de 2020 para a realização de eleição suplementar para os cargos de prefeito e vice-prefeito de Pugmil, na região central do Tocantins. Os candidatos eleitos deverão ser diplomados até o dia 14 de fevereiro do próximo ano.

A eleição suplementar acontece após o julgamento de uma Reclamação pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em novembro deste ano, que manteve a decisão do TRE que cassou os diplomas de Maria de Jesus Ribeiro da Silva Mendes (PPS) e Elton Barros Coelho, o Elton da Farmácia (PTB), eleitos em 2016, em decorrência de captação e gastos ilícitos de recursos e abuso de poder econômico na campanha.

Pugmil pertence à 7ª Zona Eleitoral e conta atualmente com 1.771 eleitores. Segundo o TRE, estarão aptos a votar os eleitores constantes do cadastro eleitoral em situação regular e com domicílio eleitoral em Pugmil até 3 de setembro de 2019, 151 dias antes do pleito.

Calendário Eleitoral

O calendário eleitoral estabelece que as convenções partidárias devem ser realizadas no período de 3 a 5 de janeiro de 2020, nelas podendo concorrer qualquer eleitor do município, desde que respeitadas as condições constitucionais e legais de elegibilidade e de incompatibilidade. 

Já os registros de candidaturas deverão ser solicitados ao juiz da 7ª Zona Eleitoral de Paraíso do Tocantins até as 19 horas do dia 6 de janeiro de 2020. E os pedidos de registros de candidatura, impugnados ou não, deverão estar julgados até o dia 26 de janeiro de 2020.

A propaganda eleitoral estará permitida a partir do dia 7 de janeiro e é regulada pela Resolução TSE nº 23.547/2017 e pela Lei nº 9.504/97.

Lajeado

Neste domingo, 01, foram realizadas eleições suplementares em Lajeado, também na região central do Tocantins. Com 1.779 votos, 
Antônio Luiz Bandeira Junior (PSB), o Júnior Bandeira, foi eleito prefeito e José Edival Gomes Alves (PSD) vice-prefeito e assumirão a a prefeitura da cidade até 31 de dezembro de 2020.

A contabilização dos votos do candidato Antonio Alves Oliveira (PSL) não aparece no sistema por ele ter concorrido sub judice (o candidato teve o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral e está em fase de recurso ao Tribunal Regional Eleitoral).

A eleição suplementar contou com quatro locais de votação e 14 seções, sendo que nenhuma urna eletrônica apresentou problemas durante a votação. Dos 3.040 eleitores aptos a votar, 2.308 compareceram nas urnas. Ao todo, foram registrados 42 votos brancos, 91 votos nulos e 732 abstenções. 

Prefeito e vice-prefeitos eleitos devem ser diplomados pela Justiça Eleitoral até o dia 16 de dezembro. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.