publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sexta, 23 de outubro de 2020
Siga a REDE TO

Estado

Banco da Amazônia dá salto de 69% na oferta de crédito rural no Tocantins

05/02/2020 15h31 | Atualizado em: 10/03/2020 17h17

Divulgação Esse foi o segundo melhor resultado em contratações da história do Banco no Estado

As contratações do Banco da Amazônia para o setor rural do Tocantins, em 2019, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), chegou a R$ 1,27 milhões, um salto de 69% em relação a 2018, alcançando a segunda melhor colocação entre os estados do norte.

De acordo com o superintendente regional da instituição no Tocantins, Marivaldo Melo, esse foi o segundo melhor resultado em contratações da história do Banco no Estado. Em 2018, foram aplicados R$ 751,43 milhões e em 2019, o número elevou consideravelmente. “Fechamos o ano de 2019 com a segunda maior participação no agronegócio em comparação com os demais estados da região Norte”, comemora.

O agricultor Romes da Mota, morador da cidade de Palmas, foi uma das pessoas que se beneficiaram com o crédito rural do Banco. “O BASA é um grande parceiro, os recursos são significativos tanto em condições de gerir trabalho quanto na questão de resultados”, conta o produtor. Ele diz ainda que sua produção gera muitos empregos. “A linha de crédito da instituição a melhor da região, acarretando em cerca de 50-60 empregos mensais com investimentos em pastagens de gado e criação”, afirma.

Vários fatores levaram a este resultado. Internamente, o Banco se modernizou, criou plataforma digital, automatizou a análise socioambiental, ampliou sua rede de parceiros, criou plataforma digital, e, com tudo isso, simplificou os processos. Tudo isso reduziu o tempo de esteira, o que favoreceu a agilidade nas análises de propostas de financiamento.

“Vamos repetir 2019 com 100% de cobertura de crédito nos 139 municípios do Estado em 2020, alavancando a agricultura familiar e empreendedores informais da cidade com o programa de microfinanças”, informou Marivaldo Melo.

Contratações na Região Norte

Nos sete estados nortistas, as contratações realizadas pelo Banco da Amazônia alcançaram um recorde de R$ 4,05 bilhões, o que representa um crescimento de 50%, em relação aos R$ 2,70 bilhões alocados em igual período de 2018.

Em relação à participação no agronegócio regional, o Banco da Amazônia apresentou um crescimento em todas as unidades federativas da Região Norte, saindo de 28%, em 2018, para 36%, em 2019.

“Temos a expectativa de ampliar o número de contratações em 2020, considerando o cenário favorável para o agronegócio e a retomada da confiança pelos empreendedores rurais, a procura pelo crédito rural aumenta a cada dia”, finalizou o superintendente.

Perspectivas positivas para 2020

Com taxas de mercado competitivas, o Banco da Amazônia, responsável por administrar o Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), está disponibilizando R$ 2,09 bilhões em recursos para os empreendedores do Tocantins em 2020.O FNO contempla desde o agricultor familiar, o microempreendedor urbano, até o pequeno e o grande produtor rural ou a grande indústria, com foco no desenvolvimento produtivo regional.

As expectativas para 2020 são as de ampliar o número de contratações por meio do FNO, levando em conta o crescimento considerável do agronegócio em toda a Região Norte, principalmente nos últimos anos.

Além de linhas específicas para agronegócio, extrativismo e sustentabilidade, o Banco da Amazônia também viabiliza financiamentos para áreas de infraestrutura, energia fotovoltaica, ciência, tecnologia e inovação.

O Banco aplicou em Tocantins recursos do FNO no valor de R$ 1,5 bilhão em 2019. A expectativa do Banco é que a conjuntura econômica se torne ainda mais favorável e, assim, contribuir para que o Estado continue se desenvolvendo, possibilitando desta forma a alocação dos recursos para os setores produtivos da região.

“Envolvemos vários parceiros na montagem de nosso plano de negócios, incluindo representantes do Governo e do setor produtivo. Este ano vamos investir na fruticultura, energias alternativas, bovinocultura, cultivo e produção de grãos e em muitas outras áreas para alavancar ainda mais o desenvolvimento do Tocantins”, afirmou Marivaldo Melo.

Com a base produtiva assentada na atividade rural e posição geográfica privilegiada, associadas à excelente disponibilidade de terras e de energia elétrica, o Tocantins assume destaque no agronegócio, onde despontam as cadeias produtivas da pecuária de corte, pecuária de leite, grãos, abacaxi, apicultura e piscicultura.

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.