publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quarta, 28 de outubro de 2020
Siga a REDE TO

Estado

47 pessoas já morreram vítimas de afogamento no TO em 2020

09/09/2020 14h45 | Atualizado em: 09/09/2020 15h00

Divulgação/Corpo de Bombeiros Os últimos casos ocorreram nos municípios de Pium e Dois Irmãos, no último fim de semana

As estatísticas dos casos de afogamentos no Tocantins foram atualizadas no domingo, 06, com duas mortes registradas pelo Corpo de Bombeiros Militar, por meio da Companhia Independente da Busca e Salvamento (CIBS). Os casos ocorreram nos municípios de Pium e Dois Irmãos, e com isso os números saltaram para 47 mortes este ano, no estado.

Em Pium, que fica a cerca de 135km de Palmas, o afogamento ocorreu no Rio Javaés, na balsa da fazenda Barreira da Cruz. Populares relataram aos mergulhadores do Corpo de Bombeiros Militar que Wanderson da Conceição Santos, de 22 anos, desapareceu após tentar atravessar usando uma canoa de madeira.

No local, a guarnição realizou mergulhos com buscas circulares, utilizando técnicas de “spool” a zig zague, com 50 metros de corda. Só após quatro horas de ação, numa profundidade média de três metros e corrente de água fraca, com alta turbidez (nenhuma visibilidade), é que o corpo foi localizado. A vítima estava próxima da indicação dada por testemunhas.

Pescador

Em Dois Irmãos, a aproximadamente 197km de Palmas, na região do Vale do Araguaia, o afogamento ocorreu na ponte do Rio Lajeado. O local fica a cerca de 20km da cidade, em direção a Araguacema.

Era por volta das 09h, quando Iusimar Alves Viana tentava colocar uma rede de pesca, na companhia do cunhado Francisco Medeiros de Sousa. Segundo Francisco, Iusimar submergiu e emergiu sem pedir socorro, submergiu novamente e não foi mais visto.

Francisco explicou que tentou resgatá-lo, mas não conseguiu chegar ao fundo do rio.

Os mergulhadores executaram as ações no local e encontraram o corpo da vítima às 17h. O ponto onde a vítima estava tinha cerca de três metros de profundidade, água parada e visibilidade zero.

Nos dois casos, os corpos foram entregues ao Instituto Médico Legal (IML).

 

Com Secom/Governo do TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.