publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quinta, 29 de outubro de 2020
Siga a REDE TO

Estado

Reeducandas produzem bonecas que serão doadas no TO

14/10/2020 10h40 | Atualizado em: 14/10/2020 10h46

Marcos Miranda O nome da “Polvinha Lili” é uma homenagem à diretora da unidade penal de Lajeado.
Aprender um ofício como forma de gerar renda e reinserção social, além de levar alegria às crianças. Com esse objetivo as custodiadas da Unidade Prisional Feminina (UPF) de Lajeado se empenharam e confeccionaram 32 bonecas de crochê que serão doadas a entidades que prestam assistência a crianças em situação de vulnerabilidade social. Diante dos bons resultados na primeira etapa da iniciativa, a demanda foi ampliada para que as reeducandas continuem desenvolvendo os trabalhos para atender crianças de outras comunidades pelo Tocantins.

Além das bonecas, as reeducandas também confeccionaram mascotes que foram batizadas com o nome de “Polvinha Lili”. Trata-se de uma homenagem das reeducandas à diretora da unidade, Lilian Moreira. De acordo com a gestora, o trabalho das custodiadas tem qualidade e emociona porque representa um gesto de carinho e reconhecimento. “O trabalho artesanal foi feito com matéria prima doada pela gestão da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Palmas. Elas são muito talentosas e nossa intenção é que a produção continue pois sabemos que faz diferença no reingresso delas à sociedade”.

A reeducanda R.L ressaltou sua satisfação em integrar o grupo que confecciona as bonecas. Segundo ela, “tudo foi produzido com muita dedicação, carinho e atenção, imaginando o sorriso no rosto de cada criança que irá receber”, concluiu.

A fabricação das bonecas de crochê integra o Programa Novo Tempo, que visa atender as políticas de trabalho, renda, ressocialização e remição de pena. Segundo o Superintendente dos Sistemas Penitenciário e Prisional (Sispen/TO), Orleanes Alves, a intenção é fortalecer as boas práticas fomentando atividades profissionalizantes dentro das unidades. “Iremos lançar um catálogo com as oficinas que serão desenvolvidas junto ao público carcerário, buscaremos parceiros e criaremos os galpões multiusos para fortalecer o trabalho”, disse.

Doações

É possível participar dos projetos desenvolvidos pelo Sistema Penal do Tocantins por meio de doações e parcerias. Para contribuir, basta entrar em contato com a Superintendência de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional por meio do telefone 63 3218-6944 ou no e-mail: [email protected]

                                  Da Secom/Governo do Tocantins

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.