publicidade
publicidade
Araguaína-TO, domingo, 07 de março de 2021
Siga a REDE TO

Estado

Prefeito e vereadores podem ser punidos por festa em Aliança

15/01/2021 19h10 | Atualizado em: 18/01/2021 19h11

Reprodução O evento foi registrado e revelou pessoas aglomeradas, dançando, sem usar máscaras ou respeitar o distanciamento social
O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da 8ª Promotoria de Justiça de Gurupi, instaurou nesta sexta-feira, 15, Inquérito Civil Público com vistas a apurar o suposto ato de improbidade administrativa de autoridades do Poder Executivo e Legislativo do Município de Aliança do Tocantins, decorrente do descumprimento de normas sanitárias de enfrentamento à pandemia do coronavírus.

No último dia 10, o prefeito, Elves Guimarães, do PTB, e os vereadores convidaram a população do município para um almoço, na feira coberta da cidade, em comemoração à vitória dos candidatos eleitos nas últimas eleições municipais. O evento foi registrado e revelou pessoas aglomeradas, dançando, sem usar máscaras ou respeitar o distanciamento social.

Como diligência, o promotor de Justiça Roberto Freitas Garcia expediu ofícios ao prefeito e ao presidente da Câmara de Vereadores, para que no prazo de 10 dias, se pronunciem acerca dos fatos, em especial, informando os nomes dos autores da iniciativa, das autoridades que participaram do evento e das pessoas físicas/jurídicas que contribuíram financeiramente para a ocorrência da festa.

Com Ascom/MPTO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.