publicidade
publicidade
Araguaína-TO, domingo, 07 de março de 2021
Siga a REDE TO

Estado

Internações caem, mas mortes e casos por covid-19 crescem no TO

21/01/2021 14h47 | Atualizado em: 21/01/2021 14h41

Divulgação As quatro vítimas com óbitos por covid-19 confirmados nesta quinta moravam nas cidades de Palmas, Fátima, Porto Nacional e Paraíso do Tocantins

REDAÇÃO
REDE TO


Vivendo uma segunda onda de covid-19, o Tocantins confirmou, nesta quinta-feira, 21, mais quatro mortes causadas pela doença. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), foram registrados 528 novos casos, sendo 136 das últimas 24h. O restante é de exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Dos 528 novos casos, 342 foram detectados por RT-PCR, 31 por sorologia e 155 por teste rápido.

Atualmente, o Tocantins contabiliza 315.181 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 98.252 casos confirmados. Destes, 86.205 pacientes estão recuperados, 10.713 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 1.334 pacientes foram a óbito.

Mortes

As quatro vítimas com óbitos por covid-19 confirmados nesta quinta moravam nas cidades de Palmas, Fátima, Porto Nacional e Paraíso do Tocantins. São três homens e uma mulher. Todos tinham comorbidades. As idades variam de 34 a 93 anos.

Do total de 1.334 tocantinenses mortos pela covid-19, 839 são homens e 495 mulheres. A faixa etária mais atingida fatalmente é a de pessoas com mais de 70 anos (722 óbitos). O índice de letalidade no estado é de 1,35%.

Internações

De acordo com o levantamento oficial, há 225 pessoas internadas com a covid-19 no Tocantins. Nas UTIs, são 120 (87 no SUS e 33 na rede privada). Em leitos clínicos, são 105 (69 em hospitais públicos e 36 em privados).

Nesta quarta, 20, o ISAC, instituto responsável pela gestão das UTIs para covid-19 no Hospital Geral de Palmas e nos regionais de Araguaína e Gurupi, bloqueou os leitos alegando risco de desabastecimento. Nesta quinta, o instituto liberou cinco leitos no HGP, mas manteve o bloqueio nos hospitais do interior. 

Vacinação

Aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacina Coronavac, produzida pelo Sinovac em parceria com o laboratório Butantan, começou a ser distribuída no começo da semana para os 139 municípios tocantinenses. Ao todo, foram encaminhadas 20.117 doses. Outras 20.117, para a segunda aplicação, devem ser enviadas em até 21 dias. Nas maiores cidades, Palmas, Araguaína e Gurupi, a vacinação já teve início, com a aplicação da primeira dose em profissionais da Saúde. 


 

Leia sobre: BoletimCovid-19Internações MortesSESTocantins
Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.