publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quinta, 22 de abril de 2021
Siga a REDE TO

Municípios

Vereador Fraudneis defende o fim das taxas funerárias

02/03/2021 13h51

Atendendo a solicitação dos moradores de Araguaína, o vereador Fraudneis Fiomare denunciou a falta de manutenção e limpeza no Cemitério São Lázaro durante a sessão realizada nesta segunda-feira, 1, na Câmara de Vereadores do município.

“Na semana passada fomos surpreendidos com imagens de total abandono do único cemitério público Araguaína. O mato está da altura de uma pessoa”, declarou Fraudneis no seu pronunciamento.

“Até a semana passada, o atual governo municipal não havia nomeado um encarregado para zelar do cemitério São Lázaro, ou seja, há 53 dias não tínhamos um responsável pela limpeza e administração da morada final dos nossos entes queridos”, acrescentou o vereador.

Para ele, a limpeza, conservação e segurança do cemitério São Lázaro é o mínimo que o prefeito deve prestar à população, lembrando que os preços cobrados pelos serviços do cemitério sofreram aumentos em janeiro deste ano.

De acordo com o parlamentar, desde o início da gestão do atual prefeito Wagner Rodrigues, a Prefeitura de Araguaína já arrecadou R$ 12.624,70 com taxas funerárias, mas não realizou qualquer manutenção ou limpeza do espaço.

Após análise dos contratos de despesas dos meses de janeiro e fevereiro, vinculadas à Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social, além da FUNAMC, responsável pela gestão do cemitério São Lázaro, foi verificado que nenhuma despesa foi paga com o dinheiro arrecadado com as taxas de cemitérios.

“Onde foi parar esse dinheiro? Se na semana passada eu sugeri uma redução da contribuição de iluminação pública, nessa semana que vou defender o fim das taxas do cemitério, porque em 53 dias de governo, a atual gestão não gastou nada do que arrecadou com essa taxa”, declarou o vereador.

O parlamentar ainda ressalta que espera que essa atitude não seja para forçar a população a procurar outros locais para o sepultamento dos seus entes queridos. “A prefeitura deve aplicar os recursos públicos nas necessidades atuais do nosso povo e não deve guardar dinheiro, porque as dificuldades da nossa gente não esperam a boa vontade do prefeito Wagner Rodrigues ou a cobrança da Câmara Municipal de Araguaína, que nesses dois primeiros meses está desempenhando um trabalho exemplar na defesa da nossa gente”, finalizou. 

Da Assessoria/Fraudneis

Leia sobre: Fraudneis
Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.