publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 17 de janeiro de 2022
Siga a REDE TO

Municípios

Fraudneis solicita auxílio para área de eventos, esporte e ambulantes

06/04/2021 09h22 | Atualizado em: 27/04/2021 15h22

Divulgação O vereador pediu apoio da câmara municipal e a prefeitura de Araguaína

O vereador Fraudneis Fiomare (PSC) protocolou na manhã desta segunda-feira, 05, projeto de lei que solicita auxílio emergencial para pessoas que trabalham nas áreas culturais, esportivas e vendedores ambulantes que estão sem trabalhar por conta da pandemia.

“O papel do poder público é garantir dignidade. Isso significa não deixar faltar comida na mesa dessas pessoas, que estão impedidas de trabalhar, porque suas atividades econômicas foram paralisadas para conter a disseminação do vírus. Estou falando dos músicos, cantores, garçons, vendedores ambulantes, os árbitros de futebol, os organizadores de eventos de futebol amador, o vendedor de espetinho e muitos outros que sustentam suas famílias dessa forma”, destacou o vereador.

Ainda de acordo com o parlamentar, essas pessoas precisam de apoio mensal e existe recurso financeiro para isso. “A Prefeitura de Araguaína deve garantir uma renda mínima para atender a necessidade básica que é alimentação. Por isso defendo a criação do auxílio para esses grupos. Há recurso para concessão desse benefício, suspendendo contratos que não são imprescindíveis nesse momento até o redirecionamento previsto na lei orçamentária de 2021”, avaliou Fiomare.

Para Fraudneis é momento de unir esforços, defender os araguainenses e trabalhar em busca de saídas e soluções. “Todos estão sentindo os efeitos dessa crise causada pela pandemia. É necessário defender o mínimo para que as pessoas possam viver com dignidade. Por isso, protocolei projeto de lei que garante esse auxílio”, disse.

O vereador finalizou pedindo apoio da Câmara Municipal e ao prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, para que se sensibilizem com a situação dessas pessoas. “Quando um pai de família chega em mim e fala que não tem mais o que comer em casa, é muito triste. Nós vereadores temos contato diariamente com essas pessoas e precisamos ajudar. Já vimos que em outros municípios vizinhos esse auxílio foi criado e deu certo. Por que não fazer na nossa cidade?”, indagou o vereador.

 

Da Assessoria/Fraudneis

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.