publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 23 de maio de 2022
Siga a REDE TO

Estado

Aulas presenciais são suspensas em 111 das 139 cidades do TO

01/06/2021 21h59 | Atualizado em: 07/06/2021 18h37

Arquivo/Agência Brasil Os prefeitos entendem que ainda não é o momento para voltar as aulas presenciais, principalmente pelo fato de que os profissionais da Educação ainda não foram totalmente vacinados
REDAÇÃO
REDE TO


Atualmente, 111 municípios tocantinenses estão com decretos em andamento pela suspensão das aulas presenciais. As informações são da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), que fez um levantamento em parceria com a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime/TO).

“Já prevíamos que uma grande quantidade de Municípios iria acompanhar nosso raciocínio de que não temos condições favoráveis para o retorno das aulas presenciais neste momento da pandemia”, afirma o presidente da ATM e prefeito de Talismã, Diogo Borges (DEM). 

De acordo com a ATM, parte dos Municípios já tinham decretos em andamento pela suspensão das aulas presenciais, outros expediram recentemente os decretos nesse sentido. Os prefeitos entendem que ainda não é o momento para voltar as aulas presenciais, principalmente pelo fato de que os profissionais da Educação ainda não foram totalmente vacinados.

“Temos a esperança de que com o início da campanha de vacinação em profissionais da Educação, associada com as medidas de biossegurança preconizadas pelo Ministério da Educação, as aulas poderão retornar na modalidade presencial, de preferência no segundo semestre”, declarou Borges.

A lista dos municípios com aulas presenciais suspensas pode ser conferida aqui

A pandemia no Tocantins

Nesta segunda-feira, 31, o Tocantins registrou 14.225 casos ativos, sendo 515 novos casos em 34 municípios. Todos os 139 Municípios já registram infecções pelo novo coronavírus. Atualmente, 391.207 doses da vacina já foram aplicadas, entre 1° e 2° doses do Imunizante, o que corresponde a 16,62% da população.

Já se fala em uma terceira onda de covid-19 com o aumento dos casos e das mortes no estado. Diante do cenário preocupante, Araguaína e Pium, por exemplo, decretaram lockdown. Gurupi voltou a endurecer as medidas. Palmas, por sua vez, também tem enfrentando uma nova crescente dos diagnósticos da doença, mas ainda não anunciou novas medidas, uma vez que a ocupação de leitos ainda permite um certo alívio das restrições. 



Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.