publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quinta, 21 de outubro de 2021
Siga a REDE TO

Municípios

Ministério Público cobra retomada de aulas presenciais em Peixe

21/09/2021 21h37 | Atualizado em: 01/10/2021 19h30

Divulgação Ministério Público expediu recomendação ao prefeito de Peixe, no sul do Tocantins, cobrando a retomada gradual das aulas presenciais

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da Promotoria de Justiça de Peixe, no sul do Tocantins, encaminhou recomendação ao prefeito, Cezinha (MDB), e à secretária de Educação da cidade de Peixe, nesta terça-feira, 21, no sentido de que seja elaborado e apresentado, no prazo de cinco dias, um plano de ação atualizado, voltado à retomada progressiva das atividades escolares presenciais.

A recomendação considera o abrandamento epidemiológico da Covid-19 no município, o fato de que a educação deve ser tratada como prioridade pelo poder público e as orientações técnicas favoráveis ao retorno das atividades escolares, oriundas da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), Organização Mundial de Saúde (OMS), Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Também é lembrado que as atividades sociais e econômicas em Peixe foram flexibilizadas pela gestão municipal, sendo mantida a suspensão das atividades escolares presenciais sem a apresentação de dados técnicos ou de motivação específica.

Para a retomada das aulas, a recomendação destaca que devem ser cumpridas as políticas estabelecidas pelo Ministério da Saúde e pelas secretarias da Saúde do Estado e do Município, no tocante às precauções contra a Covid-19, devendo ainda ser definidos no plano de ação municipal os protocolos a serem adotados visando conter a disseminação do novo coronavírus.

Conforme os termos da recomendação, a retomada das aulas presenciais deve se dar por etapas, até a o retorno integral do ensino presencial – considerando-se a manutenção de um cenário epidemiológico que não imponha a suspensão dos serviços e atividades em geral.

Diversas outras providências para esse retorno gradual seguro são relacionadas pelo promotor de Justiça Mateus Ribeiro dos Reis, que propôs a recomendação.

 

Com Ascom/MPTO

Leia sobre: AulasCovid-19EducaçãoMPPeixeTocantins
Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.