publicidade
publicidade
Araguaína-TO, quarta, 01 de dezembro de 2021
Siga a REDE TO

Estado

Justiça proíbe ITPAC de Porto de cobrar para emitir documentos

10/11/2021 20h20 | Atualizado em: 18/11/2021 21h31

Divulgação Instituição vinha exigindo dos alunos o pagamento de taxas para emissão, em primeira via, de quaisquer documentos e serviços relacionados à atividade educacional, como por exemplo, atestado de conclusão do curso e histórico escolar.

Como resultado de uma Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO), a Justiça determinou liminarmente nesta terça-feira, 03, que o Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (ITPAC), de Porto Nacional, suspenda a cobrança de taxas para emissão de documentos aos acadêmicos de todos os seus cursos, deste ano letivo e dos vindouros.

De acordo com a ACP, a instituição vinha exigindo dos alunos o pagamento de taxas para emissão, em primeira via, de quaisquer documentos e serviços relacionados à atividade educacional, como por exemplo, atestado de conclusão do curso, histórico escolar, ainda que parcial, programa de disciplina e declaração de estágio.

A ação tem a finalidade de coibir o instituto de agir em desacordo com as normas consumeristas, visto que a conduta configura uma prática abusiva e lesiva aos princípios básicos do direito do consumidor, como o princípio da informação, da boa-fé objetiva, do equilíbrio e outros.

Além disso, conforme apontado na Ação, o artigo 9º da Portaria do MEC nº 1095/2018 estabelece que a expedição e o registro do diploma, do histórico escolar final e do certificado de conclusão de curso estão incluídos nos serviços educacionais prestados pela instituição, não sendo motivo de cobrança de qualquer valor.

 

Com Ascom/MPTO

Leia sobre: DocumentosITPACMPPorto NacionalTaxas
Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.