publicidade
publicidade
Araguaína-TO, domingo, 28 de novembro de 2021
Siga a REDE TO

Rede 190

O serial killer de 22 anos que matou quatro pessoas em Araguaína

10/11/2021 20h24 | Atualizado em: 18/11/2021 22h38

Divulgação/SSP-TO Investigado por pelo menos seis assassinatos, jovem encontra-se preso em um presídio na capital maranhense

REDAÇÃO
REDE TO


Um serial killer suspeitos de pelo menos cinco assassinatos no Tocantins está detido em uma unidade prisional de São Luís (MA). Os detalhes das investigação foram divulgados durante uma coletiva realizada no fim de outubro, pelo delegado Adriano de Aguiar, da 2ª Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil de Araguaína.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, natural de Estreito (MA), o "serial killer da rotatória", como ficou conhecido, tem 22 anos e morou um tempo em Araguaína, no norte do estado. Na cidade, ele teria matado cinco pessoas, três em um matagal na avenida Filadélfia, no setor Oeste, em maio deste ano. O jovem ficava escondido e atirava na cabeça das vítimas quando elas passavam. Uma quarta pessoa foi surpreendida por disparos efetuados pelo suspeito, mas não conseguiu fugir do local ilesa. 

Segundo as investigações, ele permaneceu por uma hora e meia no matagal onde ocorreu o triplo homicídio, em Araguaína. Após matar os homens, o serial killer retirou os corpos da pista e jogou no matagal, despejando as motocicletas em uma ribanceira.

Crimes 

O autor do triplo homicídio em Araguaína responde por outros três homicídios, dois em novembro de 2020, na cidade tocantinense, e outro em junho de 2021, na cidade maranhense de Estreito. “Ele age com modus operandi muito semelhante, com disparo de arma de fogo, sempre pistola calibre 380, na região da cabeça das vítimas”, analisou o delegado Adriano de Aguiar.

Ainda, segundo testemunhas, o criminoso costumava circular pelos estados do Pará, Maranhão e Tocantins, arrombando lojas, computadores, celulares e cofres, subtraíndo valores em torno de R$ 80 a 100 mil.

Serial killer

A 2ª DHPP de Araguaína classificou o comportamento do autor como de um serial killer, por responder pelas seis mortes, especialmente, em relação ao triplo homicídio. “Ele planejou o triplo homicídio, ao comprar munição, estava hospedado em um hotel, roubou uma bicicleta, se escondeu em um matagal e, na medida que as vítimas passavam, todas conduzindo motocicletas, ele conseguia abordar e atirar sem oferecer chances de defesa”, detalha o delegado.

Atualmente, o jovem encontra-se preso em um presídio na capital maranhense. Segundo a SSP, todos os inquéritos estão sendo apurados pelas autoridades dos estados e vão se tornar processos contra ele.


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.