publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sábado, 28 de maio de 2022
Siga a REDE TO

Estado

MPTO requer garantias da não realização de festa no Carnaval

18/01/2022 09h53 | Atualizado em: 19/01/2022 15h16

Divulgação/Prefeitura de Gurupi
REDAÇÃO
REDETO

A 6ª Promotoria de Justiça de Gurupi instaurou nesta segunda-feira (17) um procedimento extrajudicial para impedir a realização de uma festa particular durante o carnaval deste ano na cidade, que fica no sul do estado.


O Ministério Público do Tocantins (MPTO) recebeu relatos de que está sendo programado um evento privado, promovido pelo Bloco Bejá, denominado “Arena Bejá! Indor”. A divulgação da festa, segundo o MPTO, indica “provável reunião e aglomeração diária de milhares de pessoas entre os dias 25 e 28 de fevereiro de 2022, no Parque de Exposições Agropecuário de Gurupi”.


O promotor de justiça Marcelo Lima Nunes requer a comprovação de medidas administrativas e judiciais adotadas para impedir a realização do “Arena Bejá! Indor” e a suspensão de eventuais licença e autorização para a referida festa, levando em consideração o aumento de casos de Covid-19 e H3N2 em Gurupi.


No último dia 15 de janeiro, a Prefeitura de Gurupi publicou um decreto municipal que mantém declarada situação de emergência em saúde pública e proíbe a realização de shows artísticos e exige apresentação de passaporte vacinal nos órgãos públicos. No procedimento, o promotor ainda lembrou que está em vigência – até 30 de junho – o decreto estadual de “estado de calamidade pública” por conta da Covid-19.


A Prefeitura de Gurupi anunciou o cancelamento do carnaval 2022 no dia 14 de dezembro.


Organização da festa se pronuncia


Na semana passada, a organização do Bloco Bejá publicou uma nota lamentando a suspensão do Arena Bejá! Indoor. A manifestação aconteceu após a publicação do decreto municipal que suspende e realização de eventos na cidade.


''O adiamento do carnaval em 2021, por parte da nossa organização, mostrou que a nossa prioridade sempre foi pela vida. Para 2022, estávamos prevendo realizar a edição seguindo todos os protocolos necessários e exigidos e defendendo sempre a vacinação. Mas em respeito ao nosso público, lamentamos muito o anúncio realizado agora desta maneira, e agradecemos a todos que confiam, entendem e acreditam no trabalho do Bejá'', diz a nota.

 


Leia sobre: CancelamentoCarnavalDecretoFestaGurupi MPTO
Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.