publicidade
publicidade
Araguaína-TO, Wednesday, 29 de June de 2022
Siga a REDE TO

Rede 190

Dono de restaurante é preso suspeito de matar funcionário no TO

01/04/2022 18h49

Divulgação
REDAÇÃO
REDETO

A Polícia Civil prendeu na tarde desta sexta-feira (01) o dono de um restaurante de Paraíso do Tocantins que é suspeito de ter envolvimento na morte de um funcionário. Um outro funcionário do estabelecimento também foi preso.

A vítima é Rogério Gomes Luvizotto, de 41 anos. As investigações apontaram que ele foi morto após uma discussão com o patrão no dia que foi demitido do restaurante, que fica às margens da TO-080. Segundo a polícia os dois brigaram e o outro funcionário partiu para cima da vítima, o atingindo na cabeça com um pé-de-cabra. Rogério não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o patrão ordenou que os funcionários limpassem o sangue enquanto ele e o gerente do restaurante levavam o corpo de Rogério para a zona rural de Monte Santo, onde foi deixado.

"A vítima ainda foi golpeada várias vezes com uma pedra na cabeça, a fim de garantir que a mesma viesse a óbito”, disse o delegado Antônio Onofre de Oliveira, responsável pelo caso.

O delegado revelou ainda que na noite daquele mesmo dia, o patrão e o funcionário que aplicou o golpe de pé-de-cabra retornaram para o local onde tinham deixado o corpo, colocaram pneus e atearam fogo no cadáver da vítima, no intuito de ocultar qualquer vestígio.

Na época, Rogério foi dado como desaparecido. Durante as investigações, segundo o delegado, surgiram informações que de fato o patrão e o funcionário teriam matado a vítima até então desaparecida.

“Diante dos fatos, as equipes da 6ª DEIC intensificaram as investigações e diligências e conseguiram localizar os restos mortais/ossada do homem, confirmado que realmente se tratava de homicídio e ocultação de cadáver, após a realização dos exames periciais”, ressaltou o delegado Antônio Onofre.

Os dois homens foram autuados por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver. A Polícia Civil afirmou que ambos confesseram o crime.

 
Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.