publicidade
publicidade
Araguaína-TO, Friday, 01 de July de 2022
Siga a REDE TO

Rede 190

Acadêmica denuncia caso de importunação sexual na UnirG

14/04/2022 08h39 | Atualizado em: 14/04/2022 19h32

Reprodução
REDAÇÃO
REDETO

Uma acadêmica do curso de Direito da Universidade de Gurupi (UnirG), na região sul do estado, denunciou um caso de importunação sexual ocorrido dentro das dependências da unidade na última segunda-feira (11).

Segundo relatos da mulher, um homem entrou no banheiro feminino e tentou filmá-la. O suspeito, a princípio, não seria acadêmico da universidade e fugiu por um matagal quando foi descoberto.

"Quando a moça viu o homem entrando no banheiro, ela gritou muito. Foi desesperador", disse uma acadêmica que preferiu não se identificar.

Imagens de câmeras de segurança mostram o suspeito andando pelo pátio da universidade e foram divulgadas nesta quarta-feira (13).

Acadêmicas também fizeram uma manifestação cobrando mais segurança no campus e solicitando que seja feita identificação para entrada na instituição. O ato teve apoio da Atlética Justiceira ( Direito), Liga feminina da OAB, Liga Acadêmica de Processo Civil, Atlética Insana ( Psicologia), Acadêmicos do Conselho Superior, Liga de Direitos Humanos, Liga de Administrativo, Liga de Direito Civil e Liga LACRIM (direito penal).



Em nota, o Conselho Acadêmico Superior (CONSUP) da UnirG repudiou o ato de importunação sexual e afirmou que irá tomar "as devidas providências para garantir maiores seguranças aos acadêmicos". Já o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (COMDIM) declarou que o caso está sendo acompanhado e que medidas para que a vítima fosse bem assistida foram tomadas. (Confira as notas na íntegra abaixo)

A Polícia Civil está investigando o caso. Até o fechamento desta reportagem, o suspeito não havia sido preso.


Outro caso

Essa não é a primeira vez que um episódio como esse acontece dentro da UnirG. Em 2020 uma acadêmica se deparou com um homem dentro do banheiro feminino tentando olhar uma mulher pelo box do banheiro. O suspeito fugiu.


O que diz o CONSUP-UnirG


"Os acadêmicos representantes do Conselho Acadêmico Superior - CONSUP da Universidade de Gurupi - UnirG, (democraticamente eleitos), vem a público manifestar REPÚDIO em face do acontecimento envolvendo uma acadêmica do curso de Direito na noite de 11 de abril de 2022.

Conforme ocorrido, a acadêmica estava dentro do banheiro da IES quando foi surpreendida e abordada por um rapaz, de origem desconhecida, um fato inadmissivel, de perigo sem precedentes e que não devia ter ocorrido nas dependências do Campus da Instituição.

Reiteramos que já informamos aos demais membros do Conselho Superior e a Reitoria garantiu que as devidas providências serão tomadas, visando garantir maiores seguranças aos acadêmicos. Porém o fato não deve ser ignorado, o ocorrido foi de extrema preocupação, e poderia ter acontecido coisas ainda piores, pois sabemos que o trauma psicológico que foi desenvolvido na vítima jamais será apagado ou reparado.

Nós, enquanto acadêmicos, nos solidarizamos com a vítima e nos colocamos à disposição para ajudar nas questões que estiverem ao nosso alcance. Informamos ainda que iremos remeter ao Conselho Superior requerimentos que visem garantir maiores seguranças aos acadêmicos e que devem ser matérias de caráter urgente. Diante disso, fica registrado nossa manifestação de REPÚDIO em face do triste acontecimento."



O que diz o COMDIM


"O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher - COMDIM, através de sua Presidente Dra. Colombia Pereira da Silva e Secretária Dra. Taise Gama, como órgão que atua em benefício e defesa dos Direitos da Mulher, vem a público repudiar veementemente o crime de Importunação Sexual contra a estudante F.M.G., ocorrido no Campus I da Universidade Unirg em 11/04/2022, segunda-feira.

O COMDIM já diligenciou afim de elucidar os fatos, como também tomou medidas para que a vitima fosse bem assistida, A Universidade Unirg informou que prestou todo o apoio à vitima bem como está colaborando na investigação dos fatos, e em contato com a Policia Militar fora nos informado que o autor do crime evadiu-se do local, e que até o momento não obtiveram êxito em localiza-lo.

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher manifesta total apoio e solidariedade à vitima, bem como se disponibiliza a auxilia-la diante de qualquer necessidade, como Assistência Social, Psicológica e Juridica."



Leia sobre: Gurupi Importunação sexualUnirg
Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.