publicidade
publicidade
Araguaína-TO, Wednesday, 29 de June de 2022
Siga a REDE TO

Rede 190

Homem confessa que matou namorada que estava desaparecida

O homem foi capturado em Paranã, na região sudeste do estado, e era considerado foragido da Justiça. Corpo de Luiza Helena estava em Cristianópolis, em Goiás

16/05/2022 14h10 | Atualizado em: 17/05/2022 09h30

Divulgação
REDAÇÃO
REDETO

O namorado da diarista Luiza Helena Pereira, de 38 anos, que foi preso neste domingo (15), confessou durante depoimento que matou a mulher. O corpo da vítima foi jogado em uma cisterna no município de Cristianópolis, sudeste de Goiás.

O homem foi preso em uma casa no município de Paranã no sudeste do Tocantins, após ação da Polícia Civil. Ele levou os policiais onde o corpo da diarista estava. A mulher estava desaparecida desde o dia 9 de maio.

Desde sexta-feira (13) o homem era considerado foragido, quando um mandado de prisão foi expedido contra ele.

Desaparecimento

A mulher esteve reunida com os familiares no dia 06 de maio, organizando a programação para o Dia da Mães, quando comentou que queria terminar o relacionamento com namorado, alegando que ele seria abusivo.

Em entrevista ao Mais Goiás, Magno Pereira, irmão da vítima, relatou que o último contato que tiveram com Luiza foi durante uma pequena confraternização na casa do irmão mais novo, em Aparecida de Goiânia.

Segundo ele, Luiza e o namorado local tiveram uma discussão motivada pela senha do celular.

“Ela foi na casa do meu irmão mais novo com o namorado para confraternizar. Lá, ela contou para o meu irmão e minha cunhada que queria terminar com ele (namorado) pois ele estava morando na casa dela, andava no carro dela e agia como se eles tivessem casados, mas ela não queria isso. Em algum momento, ela foi para a cozinha e ele pegou o celular dela para mexer, mas viu que ela trocou a senha. Ele perguntou o motivo dela ter trocado a senha e ela respondeu que era para ele não mexer. Depois disso ele ficou calado e por volta de 2h da manhã, ele quis embora. Desde então, ela não foi mais vista”, disse.

Luiza deixa três filhos.



Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.