publicidade
publicidade
Araguaína-TO, Wednesday, 29 de June de 2022
Siga a REDE TO

Estado

Mulheres e política: roda de conversa do TRE fomenta o debate

25/05/2022 11h16 | Atualizado em: 26/05/2022 09h37

Ascom/TRE-TO
Qual o papel da mulher na política? Por que elas são maioria no eleitorado mas ocupam poucos cargos eletivos? Como tornar essa participação efetiva no cenário político? Estas foram algumas das reflexões fomentadas na noite de terça-feira (24/05) durante roda de conversa realizada pelo Programa da Justiça Eleitoral do Tocantins "+Mulher +Democracia" em Gurupi - sede da 2ª Zona Eleitoral do Tocantins.

Quatro convidadas enriqueceram o debate mediado pela coordenadora do programa, juíza eleitoral Edssandra Barbosa. Com o tema "A participação efetiva da mulher no cenário político tocantinense", a roda de conversa abordou questões como os desafios da mulheres para ocuparem mais espaços de poder, o preconceito ainda existente na sociedade e a importância do empoderamento feminino.

A médica dermatologista Elcyane Bechara foi uma das debatedoras e enfatizou durante o evento o que estabelece a Plataforma de Ação de Pequim, que consagra três inovações dotadas de grande potencial transformador na luta pela promoção da situação e dos direitos da mulher: o conceito de gênero, a noção de empoderamento e o enfoque da transversalidade.
"As mulheres já ocuparam muitos espaços, a exemplo da magistratura e medicina, porém ainda pouco na política. Onde estão essas mulheres? Cadê você? As mulheres precisam se emponderar, tomar poder do que é nosso; nós temos esse direito, e ele não pode ser diferenciado do gênero masculino", pontuou.

A advogada Kádyan de Paula e Castro também destacou a necessidade de aumentar a participação feminina, mas alertou para a existência das candidaturas laranjas. "Temos que sair da zona de conforto, temos que pensar quais os motivos nos trazem para esse cenário que vivemos hoje. É preciso que as mulheres se candidatem; mas de verdade, com apoio e igualdade de oportunidade", analisou.

Já a analista jurídica Tanyelle Dias Gama pontuou sobre a violência e o preconceito que a mulher sofre nos mais diversos ambientes; e disse ter esperança na mudança de comportamento que se fortalece com a juventude. "Eu, como uma jovem mulher, vejo que temos que desenvolver ainda muito; temos que reconhecer o nosso valor e sabermos que podemos estar em qualquer lugar; somos parte da democracia. Tenho boas expectativas com o empoderamento da mulher", frisou.

Eventos

Quatro rodas de conversa serão realizadas ao longo da semana pelo projeto. Nesta quarta-feira (25/05), o debate será às 19 horas na Diretoria Regional de Educação de Porto Nacional. "A nossa intenção é chegar ao maior número de cidades e pessoas. Esse debate é essencial para fortalecer a participação feminina da política e ampliarmos a representatividade das mulheres em todos os espaços de poder", destacou a coordenadora do programa.

Para a juíza titular da 2ª ZE de Gurupi, Mirian Dourado, a Justiça Eleitoral do Tocantins cumpre papel importante ao levantar o debate em prol da equidade entre os gêneros na política. "O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins está de parabéns em propor essa reflexão. As mulheres precisam ocupar o seu espaço na sociedade e a representatividade na política é essencial para o fortalecimento da democracia", disse.


Com Ascom/TRE-TO


Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.