publicidade
publicidade
Araguaína-TO, Saturday, 13 de August de 2022
Siga a REDE TO

Rede 190

Polícia fecha tabacaria usada para boca de fumo e prostituição infantil

Operação foi deflagrada nesta sexta-feira (10) em Palmeirópolis, Figueirópolis e Gurupi. Polícia investigou o local durante quatro meses e apreendeu drogas e dinheiro.

10/06/2022 12h46

Divulgação/Polícia Civil
REDAÇÃO
REDETO


Uma tabacaria de Palmeirópolis, supostamente usada como boca de fumo, foi interditada durante uma operação da Polícia Civil nesta sexta-feira (10). Mandados de buscas e apreensões foram cumpridos também em Gurupi e Figueirópolis, no sul do estado. Oito pessoas foram presas, entre elas uma mulher foi presa em flagrante.

Segundo o delegado regional Joadelson Rodrigues Albuquerque, da 7ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) de Gurupi, foram quatro meses de investigação de combate ao tráfico de drogas nas três cidade que culminou na operação Parabellum, que é um desdobramento da Operação Hórus, do Ministério da Justiça.

Foram apreendidos mais de 15 celulares, balança de precisão, além de porções de maconha, cocaína e crack. Uma grande quantia de dinheiro também foi apreendida, mas o valor total não foi divulgado.

Conforme a polícia, a tabacaria em Palmeirópolis foi interditada por determinação judicial após a descoberta de que o local era usado como ponto de venda de drogas e para prostituição infantil.

Em abril deste ano, a Polícia Civil já havia efetuado a prisão em flagrante de dois homens suspeitos de serem os responsáveis pelo estabelecimento. À época, eles foram flagrados em posse de entorpecentes e dos veículos usados para distribuição da droga na cidade.

“A ação de hoje tirou de circulação diversos produtos de crimes, além de prender suspeitos de alta periculosidade. A Operação traz mais segurança para a população desses municípios, principalmente de Palmeirópolis, visto que a tabacaria era um problema gravíssimo envolvendo prostituição infantil naquela cidade. A Polícia Civil seguirá investigando no intuito de coibir essas práticas ilícitas”, afirmou o delegado Joadelson.

Os suspeitos foram recolhidos à Casa de Prisão Provisória de Gurupi e à Cadeia Pública de Palmeirópolis. Além da 7ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Gurupi, a ação contou com participação da 96ª Delegacia de Palmeirópolis e 8ª Delegacia de Repressão ao Crime Organizado, além de apoio do Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote).



Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.