publicidade
publicidade
Araguaína-TO, segunda, 23 de maio de 2022
Siga a REDE TO

Municípios

Assinado contrato para início das obras da Via Lago

13/06/2014 09h46 | Atualizado em: 13/06/2014 17h02

Divulgação/Joselita Matos Prefeito Ronaldo Dimas (PR) e deputado federal César Halum (PRB) assinam contrato com a Caixa para a construção da Via Lago

O prefeito Ronaldo Dimas, juntamente com o deputado federal César Halum, assinaram o contrato de repasse de recursos financeiros entre o Governo Federal, por intermédio do Ministério das Cidades, ao Município de Araguaína para a construção do projeto Via Lago. A gerente da agência da Caixa Econômica Federal de Araguaína, Delma Santos Dias, e o secretário de Infraestrutura, Simão Moura Fé, também assinaram o documento. A assinatura do contrato foi realizada nesta quarta-feira, por volta das 20 horas, no stand da Caixa, na Exposição Agropecuária de Araguaína (Expoara).

O valor do repasse é de R$ 11,8 milhões e já está liberado, em conta, para o início da obra. A contrapartida do município é no valor de R$ 2 milhões. De acordo com o prefeito, as obras de construção da Via Lago devem iniciar ainda neste mês de junho. “O aterro será iniciado neste mês. Tanto o aterro, como as fundações dos pilares da ponte deverão estar construídos antes do fechamento do lago que está previsto para novembro desse ano”, informou o prefeito.

Via Lago

O projeto Via Lago deverá beneficiar a população araguainense, disponibilizando uma área de lazer, esportes e mobilidade urbana da região sul da cidade. A Via Lago terá 1,56 km de extensão, começando no fim da Marginal Neblina (no cruzamento com a Avenida Filadélfia) seguindo até os setores Lago Azul, Cidade Nova e Nova Morada, com três pistas de ida e de volta, ciclovia e calçamento para pedestres. No final da avenida, será construída uma ponte estaiada, que vai interligar o centro de Araguaína para esses bairros localizados na região sul da cidade.

Dentro do projeto, também está previsto uma ilha próxima à Via Lago, onde será construído um restaurante e o acesso será por meio de barcos, com decks de embarque e desembarque.

Além da valorização do Lago Azul com o fomento ao turismo, haverá o desassoreamento do local, com a permissão dos órgãos de fiscalização ambiental, para o uso da areia acumulada nas margens de córregos que alimentam o lago, bem como o no próprio leito do rio Lontra.

 

Da Ascom/Prefeitura

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.