publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sábado, 24 de julho de 2021
Siga a REDE TO

Estado

Indígenas da Ilha do Bananal passam por revisão biométrica

O atendimento segue até sexta-feira, 22, em municípios do Mato Grosso

18/04/2016 19h46 | Atualizado em: 19/04/2016 21h31

Divulgação/TRE-TO A expectativa é realizar o cadastramento biométrico de mais de 200 indígenas das aldeias de Santa Isabel, Fontoura e Macaúba

Para garantir a participação da população indígena nas eleições de 2016, o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) realizará atendimento itinerante para o recadastramento biométrico das etnias Karajás, que residem na Ilha do Bananal. O atendimento começa nesta segunda-feira, 18, e segue até sexta-feira, 22, nos municípios de Santa Terezinha e São Feliz do Araguaia, no estado do Mato Grosso.

O atendimento será feito nesses municípios tendo em vista a dificuldade técnica para instalação de um posto de atendimento, com internet, dentro das aldeias.

“Já foi acordado com os líderes da comunidade e iremos atender na sede da Funai (Fundação Nacional do Índio), pois esses municípios do Mato Grosso fazem divisa com as aldeias indígenas do Tocantins, facilitando o deslocamento”, explica o juiz eleitoral da 13ª ZE de Cristalândia, Jorge Amâncio de Oliveira.

O TRE-TO estima realizar o cadastramento biométrico de mais de 200 indígenas das aldeias de Santa Isabel, Fontoura e Macaúba. 

 

Da Ascom/TRE-TO

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.