publicidade
publicidade
Araguaína-TO, terça, 07 de dezembro de 2021
Siga a REDE TO

Rede 190

Testemunhas apresentam versões diferentes sobre homicídio na capital

Mecânico foi assassinado a tiros em frente a distribuidora de bebidas

25/11/2017 20h17 | Atualizado em: 04/12/2017 21h34

Reprodução/Facebook O mecânico Joelson Gomes, de 31 anos, foi morto a tiros, na madrugada deste sábado, 25, em Palmas
REDAÇÃO
REDE TO


Um homem foi morto por volta das 5 horas da madrugada deste sábado, 25, em Palmas. O crime ocorreu na Quadra 104 Sul, perto da Praça dos Girassóis, no centro da capital. A vítima é o mecânico Joelson Gomes, de 31 anos.

De acordo com testemunhas, Joelson estava em uma distribuidora de bebidas, quando um homem chegou ao local e atirou várias vezes contra o mecânico. A vítima foi atingida por pelo menos cinco disparos. Os tiros atingiram o ombro esquerdo e o abdômen de Gomes, que chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada no Hospital Geral de Palmas (HGP). 

Um amigo de Joelson, que não teve o nome divulgado, contou que ele foi morto depois de ter separado uma briga de casal. Segundo essa versão, o homem envolvido na confusão não gostou que o mecânico tenha intervido e, por isso, ameaçou matá-lo. O suspeito deixou o local, mas retornou logo em seguida armado e atirou contra a vítima. 

Outras pessoas que estavam no local disseram não ter visto nenhuma briga. Conforme a Polícia Militar (PM), essas testemunhas relataram apenas que um homem chegou ao local e fez os disparos.

A Polícia Civil (PC) informou que foi aberto um inquérito na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para investigar o assassinato. Até a conclusão deste texto, na noite deste sábado, 25, nenhum suspeito tinha sido preso ou identificado. 

O corpo de Joelson foi examinado no Instituto Médico Legal (IML) de Palmas e liberado para sepultamento. O velório acontece em um chácara na região norte da capital e o enterro está marcado para este domingo, 26. Parentes, amigos e conhecidos do mecânico usaram o perfil dele no Facebook para lamentar a morte. "Não dá para acreditar", disse um internauta. "Como isso pode acontecer?", questionou outro. "Sem palavras", lamentou um terceiro. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.