publicidade
publicidade
Araguaína-TO, terça, 07 de dezembro de 2021
Siga a REDE TO

Estado

Sistema socioeducativo retoma aulas nas unidades do Estado

11/05/2021 14h35 | Atualizado em: 13/05/2021 17h38

Divulgação Atualmente, todos os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa do estado do Tocantins estão tendo acesso às aulas

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), acompanhando o calendário da Rede Estadual de Ensino, retomou as atividades escolares no Sistema Socioeducativo tocantinense. As aulas, retomadas na primeira semana de maio, são ministradas por meio do ensino híbrido utilizando a tecnologia em favor da garantia do direito à educação dos adolescentes em cumprimento de medida, com a participação integral do público atendido pelas Unidades e cumprindo todas as recomendações dos Órgãos de Saúde para evitar contaminações pela Covid-19.

Segundo o superintendente de Administração do Sistema de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente da Seciju, Gilberto da Costa Silva, “a educação no Sistema Socioeducativo é uma das principais demandas levantadas pelo gestor da Cidadania e Justiça, o secretário Heber Fidelis, que em consonância com o Governo do Estado, busca adequar o ensino a esta nova realidade. Toda a Gestão está empenhada em trazer as melhores condições para que os adolescentes não sejam prejudicados pela atual situação pandêmica”, afirmou.

A responsável pelo Núcleo Pedagógico do Sistema Socioeducativo do Tocantins, Edna Castro, explicou que sua equipe tem buscado alternativas que garantam a oferta de ensino de qualidade e saúde aos adolescentes, servidores e professores. “A princípio foi adotado o ensino remoto com a entrega de bloco de atividades quinzenais aos adolescentes mediada pelo agente especialista Socioeducativo da área da Pedagogia. Contudo, desde o final do ano passado, foi adotado o ensino híbrido, em que o adolescente recebe as atividades quinzenais e duas vezes na semana têm aula virtual, por meio da plataforma Google Meet. É o ensino mediado com o auxílio da tecnologia”, disse.

Ainda sobre a garantia de ensino, a responsável pelo Núcleo Pedagógico do Sistema Socioeducativo do Tocantins, falou que as matrículas continuarão abertas. “Manteremos as matrículas abertas para incluir aqueles adolescentes que chegarem nas unidades, uma vez que este é um dos pré-requisitos para o cumprimento da medida, garantindo assim seu direito de acesso ao ensino, previsto no Estatuto da Criança do Adolescente e na Lei do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo”, completou Edna Castro.

Para o adolescente em cumprimento de medida socioeducativa J.M., de 14 anos, que se encontra no Centro de Internação Provisória (Ceip Central) em Palmas, o novo formato tem garantido a produtividade do ensino. “Estou achando boa a aula, mas a Covid-19 atrapalhou muito. Mas, estou achando boa essa forma de aprender, gosto de estudar aqui”, concluiu.

 

Com Secom/Governo

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.