publicidade
publicidade
Araguaína-TO, sábado, 24 de julho de 2021
Siga a REDE TO

Estado

Cerca de 700 quilos de entorpecentes são incinerados no TO

24/06/2021 20h53 | Atualizado em: 30/06/2021 21h00

R$ 2.600.000,00 provenientes do tráfico de drogas foram tirados de circulação

Foram incinerados na manhã desta quinta-feira, 24, em Palmas-TO, aproximadamente 700 quilos de drogas apreendidas pelas Forças de Segurança do Tocantins, acumuladas durante o período de dez meses de investigação. Entre as drogas incineradas haviam maconha, cocaína, crack e entorpecentes sintéticos como MDMA e LSD, sendo grande parte dessa quantidade a maconha. A ação faz parte da Operação Narco Brasil que ocorre até o fim da tarde de hoje, em nível nacional. O momento reuniu a Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), Polícia Militar (PM-TO), Ministério Público (MPE-TO), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Vigilância Sanitária municipal.

O delegado-chefe da 1º Divisão Especializada de Repressão à Narcóticos (DENARC – Palmas), Ênio Walcácer, ressaltou que o tráfico de drogas reforça e estrutura o funcionamento de crimes diversos, sendo muitos deles, violentos. “Hoje desmontamos parte da maior fonte de arrecadação do crime organizado. São R$ 2.600.000,00 que tiramos do crime. Dinheiro que seria usado para prática de outros ilícitos, compra de armas, crime organizado entre outros”. O delegado explicou que, só a DENARC, em âmbito estadual, apreendeu cerca de uma tonelada de drogas apenas este ano.

A promotora de Justiça Maria Natal de Carvalho Wanderley, titular da 13ª Promotoria de Justiça da capital, falou sobre a atuação do Ministério Público para repreender esta prática delituosa e da necessidade de garantir a responsabilização criminal e condenação dos infratores. “Não basta tirar a droga de circulação, é preciso responsabilizar aqueles que estão à frente deste crime”.

O Coronel Oséias de Souza Oliveira, comandante do Policiamento da Capital (CPC), parabenizou os envolvidos no trabalho conjunto. “Durante todo esse período a Polícia Militar trabalhou com as atividades de cerco e bloqueio na Capital e redondezas. Sempre com o apoio da Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e outros órgãos de segurança para que a gente chegasse a esse resultado de quase uma tonelada de drogas apreendidas. Parabenizamos e agradecemos a todos por esse resultado”, afirmou.

O chefe do setor de Operações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Alexandre Brito, destacou que a integração é fundamental para uma sociedade segura. “Cada um tem seu papel na sua circunscrição. No mês passado apreendemos mais de 900 quilos de maconha em Paraíso do Tocantins, isso fruto de um trabalho integrado”, disse.

Outras cidades

Em outros municípios do Estado, a Polícia Civil do Tocantins também realizou a incineração de drogas durante a Operação Aliança. Esta ação ocorreu na última terça, 23, em Gurupi, quando foram incinerados aproximadamente 200 quilos de entorpecentes. Nesta quinta, 24, além da capital houve incineração também em Araguaína (18 quilos) e Guaraí (10kg). Nesta sexta,25, as incinerações acontecem em Dianópolis (10 quilos) e Paraíso (20 quilos).

 

Da Secom/Segurança

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.